MENU

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

Adrenalina na terra dos energéticos!!!


Pista com voltas em menos de 1 minuto e vários pilotos dentro do mesmo segundo era a receita de três corridas agitadíssimas na VORC Scirocco Cup.

CLASSIFICAÇÃO
No qualy novamente Thiago Procopio e Lucas Werle fazem P1 e P2. Caio Russi, Enzo Sofiato e Samuel Pontes fecham os cinco primeiros do qualy, porém Samuel cai na virada de sessão e o jogo não reconhece sua volta, jogando-o para o fim do grid e Alexandre Oliveira herda o quinto posto. Detalhe para os 10 primeiros colocados separados por menos de 1 segundo e até o décimo-sexto separados por 1,6 segundos.


BATERIA 1
Procopio erra o tempo da largada, cai para a quinta posição e vê Lucas disparar na ponta para não mais ser incomodado. Thiago recupera as posições com pushs em momentos alternados e consegue se livrar da disputa da terceira posição, se firmando em segundo. Nas demais posições do grid a pista com três pontos de uso do push to pass não dava tranquilidade para os pilotos. Em cada volta um piloto utilizava e em pontos distintos, o que fazia um piloto poder abrir a volta numa posição e terminar a mesma quatro posições atrás e na volta seguinte recuperá-las novamente.
Essa foi a tônica de toda a etapa, com disputas acirradas em todos os grupos de posição. Emerson Czerkawsky e Neto Silva faziam corrida disputando entre si e escalando juntos o pelotão. A disputa depois de certo tempo passou a valer a última posição à entrar na inversão de grid, dando o direito a largar na pole para a segunda bateria. A disputa era entre quatro pilotos pela vaga, Dani Gomes, Samuel Pontes, Emerson e Neto. Porém Neto na penúltima e Emerson na última volta tem que pagar punição por passar fora dos limites de pista e deixam a disputa.

Assim a bateria termina com Lucas Werle e Procopio nas duas primeiras posições, Alexandre (Zé da Meia) e Ernesto Brock depois de uma disputa caseira durante toda a bateria ficam em terceiro e quarto respectivamente. Werner Marote e Kleber Stippi não fazem diferente, disputam muito e terminam bem próximos. Destaque para Werner que galgou quatro posições e se firmou no top5 da bateria.
Enzo Sofiato fecha na sexta e Dani e Samuel passam lado a lado, mas o piloto da BSP não consegue ultrapassar e Dani sai na pole na bateria 2.

Detalhe também para Ulisses Oliveira em seu retorno ao AV após três anos, conquistando pontos pela Team Schnell em 11º



BATERIA 2
Procopio não demora para assumir a ponta na bateria 2 e desponta para a primeira vitória da noite. Lucas não consegue repetir o feito do rival e comete erros, tendo que pagar punição por corte de pista e não entra na zona de inversão.

Na segunda posição a briga era feia entre Ernesto Brock, Alexandre e Enzo Sofiato. A briga no limite fez Alexandre cometer um erro e deixando Brock e Sofiato para se resolverem. A disputa dos dois permitiu Procopio abrir e permitiu também Neto Silva, que saia de décimo, alcançar os dois no fim da bateria e brigar pelo pódio, chegando a figurar nele até a última curva.
Caio Russi fazia ótima corrida e saia da décima-oitava posição para ser o quinto colocado na corrida.
Dani Gomes não consegue segurar muito tempo o ritmo dos mais rápidos mas se garante novamente na inversão de grid, chegando em sexto e saindo de terceiro na Bateria 3. Fecham com ele os oito Alexandre e Emerson Czerkawsky, que diferentemente da primeira etapa do campeonato estava tendo apenas corridas conturbadas.


BATERIA 3
Alexandre assume a ponta e se mantém num ritmo bom até que Procopio chega. O piloto da BenKleR novamente buscava a vitória para se isolar ainda mais na ponta do campeonato. Vindo de trás Lucas Werle e Neto Silva trabalharam juntos e com pushs ensaiados e alternados com os pelotões em que disputaram, visando conseguir passar e deixar os outros disputando.

Deu certo. A dupla da BSP consegue passar para terceiro e quarto e assume a ponta quando Alexandre erra no S de alta e é forçado à pagar punição por corte de pista.
Ernesto Brock e Caio Russi fazem corrida disputada, tendo a presença de Enzo Sofiato na parte final da batalha.
Zé volta apenas na sétima posição e termina sozinho, assim como todos os seguintes sobreviventes, que não disputavam mais à essa altura da bateria. Fernando Esquitino, Kleber Stippi e Luciano Araujo fecham o Top10.

CAMPEONATO DE PILOTOS
Thiago dispara na ponta da tabela e abre 67 pontos do vice-líder Ernesto Brock, tendo apenas 69 pontos à serem disputados. A situação para o jovem piloto é agradável, precisando apenas fazer a pole na próxima etapa ou completar uma das três baterias na zona de pontuação para garantir o título.


CAMPEONATO DE EQUIPES
No campeonato de equipes a situação não é diferente, porém a disputa deve se concentrar mais dentre BSP Racing e Paraguay Racing AV pela vice posição no campeonato de equipes.
A briga pela vice liderança entretando se torna agitada, tendo Enzo Sofiato e Caio Russi como principais ameaças à Ernesto Brock.

PUNIÇÕES
Bateria 1:
E.Sofiato > Ernesto Brock - Brock punido em 20s em virtude do toque que ocasionou a rodada de Enzo Sofiato tendo também levado um segundo carro no acidente (Alexandre Oliveira) +4 pontos na carteira

H.Salgueiro > D.Gomes - Gomes punido em 20s em virtude do toque que ocasionou o abandono de Henrique. +4 pontos na carteira

A.Oliveira > E.Sofiato - Enzo bate em Alexandre no pós race, punido em 20s e +4 pontos na carteira conforme item do regulamento sobre lances pós races.

Bateria 2
E.Czerkawsky > Lu.Werle - Lucas punido em 10s por ultrapassagem irregular pela grama. +2 pontos na carteira.

Carteira:
Luciano Araújo - 4 pontos
Rodrigo Zanga - 2 pontos
Ernesto Brock - 4 pontos
Lucas Werle - 2 pontos
Enzo Sofiato - 4 pontos

PROXIMA ETAPA

O Traçado travado de Mogyoród, também chamado de Hungaroring receberá a grande final do campeonato, com Thiago Procopio brigando com Ernesto Brock, restando ao piloto da BenKler fazer miseros 2 pontos para se sagrar campeão do campeonato.

VT DA ETAPA