MENU

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

Duas horas de Daytona, duas horas de desafio!!!




E enfim a VORC Series pode dizer que tudo deu certo em uma corrida da IMSA Series, depois de uma T4 complicada, o apoio de pilotos e equipes e o trabalho em conjunto transformou a corrida da IMSA Series em um belo espetáculo de 37 inscritos, 33 pilotos compareceram a etapa americana, que contou com 2 horas de corrida e progressão de tempo dia/noite.


QUALIFYING

No qualy da categoria DP já se via o tamanho da disputa que iria ser a corrida, Gustavo Frigotto reestreando pela HVM Racing, fez a pole onde o desempate com o segundo colocado Fabricio Matheussi da RW Team foi feito na 4ª casa do tempo. Frigotto fez 1:34,7801, contra 1:34,7802 de Fabricio Matheussi.

Bruno Miranda (BMRS Motorsports) fez o terceiro tempo, seguido de Dani Gomes da Chrome Racing.

Na classe GTLM, João Bregonci da Benkler com seu Porsche 991 RSR, Rodrigo Kbessa foi o segundo colocado, contando ainda na segunda fila com Sidney Santos e Ricardo Prediger da Team Schnell.





CORRIDA

Na largada, tudo com relativa calma e sem incidentes com Frigotto liderando as primeiras voltas e sendo ultrapassado por Bruno Miranda da quarta até a sexta volta. Fabricio Matheussi assumiu a ponta na volta 6 até a 19.



Enquanto isso na GTLM, João Bregonci liderava seguido de Thiago Procopio que havia feito uma largada de mestre saindo de ultimo, até chegar no segundo lugar. com Sidney Santos em terceiro e Ricardo Prediger brigando com Rodrigo Kbessa pela quarta posição.
Com 10 minutos de corrida, Bruno Miranda acabou caindo para a 5ª posição.
Enquanto Matheussi e Frigotto brigavam pela ponta, Tarso Marques vinha em 3º com Bruno Miranda no seu encalço.

A partir dos 14 minutos de corrida, os lideres começaram a pegar os GTLM pela frente.
Com o anoitecer chegando os pilotos começaram a ligar os farois, Matheussi seguia lider da DP, enquanto Bregonci mantinha  a ponta na GTLM com Thiago Procopio 5s atrás.
Com 22 minutos de corrida, Emerson Czerkawsky que vinha em 8º abandonou a prova.
Uma briga caseira pela 4ª colocação acontecia na GTLM entre Alexandre Oliveira e Ernesto Brock.

Com 28 minutos de corrida, a primeira amarela chegou em um acidente de Fernando Esquitino, que foi tocado por Ernesto Brock e depois abalroado por Rodrigo Rocha. Isso foi o fim de prova para o piloto argentino da Branca Sport Team.

Com a amarela os pilotos puderam optar pelas primeiras paradas.

Luciano Araujo ficou preso atrás do guard rail e acabou abandonando a prova.
Os primeiros a parar foram Matheussi, Frigotto, Miranda, Loyola e Rincha, com Tarso Marques fazendo uma estratégia diferente dos demais pilotos, seguido de Daniel Gomes e Rodrigo Rocha e Cristiano Gomes.

Na GTLM, Bregonci, Procopio, Sidney Santos e Alexandre Oliveira foram pros pits, Ernesto Brock da Paraguay Racing, seguiu em pista sem fazer sua parada.

Com 45 minutos, a briga entre Procopio, e Bregonci fica intensa e começam a disputar.
Com a pista muito escura os pilotos começam a cometer mais erros e ter problemas.
Frigotto passa por Daniel Gomes e assume o segundo lugar na corrida.
Matheussi acaba se acidentando e causando uma nova bandeira amarela na corrida.
Daniel Gomes, Bruno Miranda e Rincha foram aos boxes, com Tarso Marques continuando em pista na ponta da prova.

Brock seguia lider na GTLM  com Bregonci, Procopio e Oliveira na sequencia...
Cristiano Gomes, Prediger, Oliveira foram um dos pilotos a fazer o pit na amarela.
Com 1:01h de corrida a relargada acontece, Tarso Marques líder na DP e Thiago Procopio, assume a posição ao ultrapassar Ernesto Brock.

Um enrosco entre Werner Marote e Dani Gomes aconteceu com o carioca acabando se dando mal.

Bregonci também ultrapassa Brock, e pula para a segunda colocação.
Um indicente entre Bruno Miranda e Vinicius Loyola acaba sobrando para Achylles Junior.
com 1:10h de corrida mais uma amarela, com o acidente de João Hebert que ficou preso na pista.

Tarso Marques enfim, vai aos boxes, junto com Daniel Gomes e com isso Gustavo Frigotto assumiu a ponta da DP. Na GTLM, os pilotos da Benkler vão aos pits, junto com outros pilotos.

Com 39 minutos para o final, a relargada acontece, com Fritotto, seguido de Vinicius Loyola e Gilberto Rincha.
Na GTLM, Kbessa, Prediger e Procopio eram os 3 primeiros colocados.

Com 30 minutos para o final, Frigotto seguida líder, com Bruno Miranda em segundo e Vinicus Loyola em terceiro. Na GTLM Procopio era líder, com Bregonci e Kbessa.

Faltando 27 minutos um acidente caseiro entre Bregonci e Kbessa quase tirou os pilotos da prova. com Isso Procopio abriu mais vantagem encima dos companheiros.

Faltando 24 minutos, Dani Gomes que vinha em 5º se acidentou na chicane e acabou batendo, e abandonando a prova.

Com 15 minutos pro final, Tarso Marques vinha tirando diferença para Vinicius Loyola que vinha em 3º. Na GTLM, Procopio com Bregonci e Brock em terceiro.

Com 7 minutos para o final, Sidney Santos começa a ter problemas de motor, mas ainda assim o piloto consegue uma ultrapassagem sobre Alexandre Oliveira por fora.

Tarso Marques confirma a terceira colocação em uma ultrapassagem sobre Vinicius Loyola.
Faltando 3 minutos, Sidney Santos abandona com problemas de motor.

E ao final da corrida, Gustavo Frigotto vence a etapa de Daytona, com Bruno Miranda em segundo e Tarso Marques fechando em terceiro.



Na categoria GTLM, Thiago Procopio vence, com João Bregonci em segundo e Ernesto Brock em terceiro.






CAMPEONATO DE PILOTOS

DP
Frigotto lidera o campeonato com 22 pontos, contra 16 de Bruno Miranda e 14 pontos de Tarso Marques




GTLM
Procopio começa lider com 22 pontos, contra 18 de Bregonci e 14 de Ernesto Brock.




CAMPEONATO DE EQUIPES

DP
A HVM Racing, e a lider neste inicio de campeonato com a BMRS Motorsports em segundo lugar e Chrome Racing em terceiro




GTLM
A Benkler começa liderando em dose dupla com uma dobradinha no campeonato de equipes e a Paraguay Racing AV em terceiro lugar.




PUNIÇÕES

W.Marote > D.Gomes - Daniel punido em 20s (Em caso de abandono fica sem qualifiyng na proxima etapa) 4 pontos na carteira
R.Prediger > A.Oliveira - Alexandre Inocentado, pois não foi o piloto causador do incidente.
R.Prediger > Rodrigo Rocha - Rodrigo Rocha punido em 10s por causar problemas na largada em virtude de ficar parado - 2 pontos na carteira
R.Prediger > P.Henrique - Phil não se alinhou corretamente no grid de largada e largou fora de posição causando confusão entre os GTLM - 10s (Em caso de abandono fica sem qualifiyng na proxima etapa) 2 pontos na carteira
Direção > R.Kbessa - Kbessa acaba indo ao boxes no inicio da amarela quando não era permitido a paragem dos GTLM - 20s - 4 pts na carteira
Fabricio Matheussi > Utilização de chat em sessão oficial - 10s  (Em caso de abandono fica sem qualifiyng na proxima etapa) 2 pontos na carteira.
Achylles Junior > Utilização de chat em sessão oficial - 10s  (Em caso de abandono fica sem qualifiyng na proxima etapa) 2 pontos na carteira
Fernando Esquitino > Utilização de chat em sessão oficial - 10s  (Em caso de abandono fica sem qualifiyng na proxima etapa) 2 pontos na carteira
Emerson Czerkawsky > Não solicitou o abandono antes de dar ESC na pista - Largará dos boxes na próxima etapa.

PRÓXIMA ETAPA

A proxima etapa acontecerá em Sebring, em uma corrida de 90 minutos com simulação de 12 horas.




VT DA ETAPA