MENU

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

Invasão estrangeira nas ruas autralianas


Antes tarde do que nunca, começou oficialmente no dia 3 a segunda temporada da VORC Series com a categoria V8 Supercars e logo de cara uma pedreira pela frente: Adelaide! Nas ruas apertadas e mais de 20 carros, vimos um começo de temporada simplesmente sensacional.

A sessão classificatória foi bastante agitada e acabou sendo um prólogo do que ocorreria na corrida. Mesmo não sendo um piloto "de turismo" (palavras do próprio piloto), Bruno Miranda, da BMRS, fez a pole position com 1:19.195. Três décimos atrás, Pedro de Oliveira, da BSP Racing 3 largou ao seu lado com 1:19.5. Ernesto Brock, da Hola Viva Mexico e Jesus Neto, da BSP Racing fazem a segunda fila. Destaque para a desclassificação do piloto português Paulo Estevão, da Arena Virtual Team por excesso de voltas permitidas.

Confira abaixo o resultado completo da sessão classificatória.



Na corrida, antes mesmo do alinhamento, Ernesto Brock sofre de queda de conexão e abandonou a prova. Na largada, Pedro assumiu a ponta e já abriu certa vantagem ainda na primeira volta, com Bruno em segundo, Jesus em terceiro e Eduardo Melo, da Herdez Competition, em quarto.

 No fim da reta oposta um toque entre Tarso Marques, da Chrome Racing e o português Paulo Gomes, da MadMotors e a batida de Gilson Rodrigues,da BSP Racing, sozinho gerou um tumulto no fim do pelotão, ocasionando a primeira bandeira amarela da temporada. Com isso alguns pilotos já começaram a pensar na estratégia e parando nos boxes.

Depois de quase vinte minutos passados, os pilotos relargaram e Bruno Miranda demorou pra acelerar e foi ultrapassado por Jesus e Eduardo Melo acompanha de perto. Mais atras estavam Tonga Guardia, Anderson Medeiros, Alexandre "Zé da Meia" Oliveira, Emerson Czerkawsky, Augusto Falcão e Cadu Maciel fechando o top10.

Logo após a rodada do Javier Ugalde e do Jesus Neto, Zandor Ahmed, da BMRS ficou a pé na reta oposta e trouxe a segunda bandeira amarela para a prova, o que agitou ainda mais as estratégias com vários carros fazendo suas paradas no box. Desta vez na relargada faltando 27 minutos para o fim, quem dormiu no ponto foi o piloto da BSP 3 que perdeu a ponta da prova para Bruno Miranda. Enquanto isso, no fundo do grid as disputas estava duríssimas, com destaque para Czerkawsky, Alexandre Oliveira e Marco de Andrade. Este último acabou rodando no fim da reta oposta e perdendo várias posições e com isso foi dado mais uma bandeira amarela.

Faltando 19 minutos para o fim os pilotos relargam de maneira mais segura e sem disputas iniciais. o top 10 no momento eram: Miranda, Pedro, Melo, Tonga, Jesus, Falcão, Luiz Gustavo, Paulo Rodrigues e Carlos Reina (guarde este nome).

As disputas seguiram acirradas pelo pelotão do meio com mais de 5 carros e no pelotão da frente também a disputa pela segunda posição também esquenta. Nesse tempo, alguns pilotos acabaram tendo que parar nos boxes, embolando a corrida. Faltando 6 minutos, Miranda e Melo ainda sem parar nos boxes a 30 segundos do Carlos Reina em terceiro seguido de Czerkawsky e Paulo Gomes fechando o top5.

O final da prova se aproximava e Os dois ponteiros acabaram fazendo suas paradas nos boxes,caindo no colo do venezuelano radicado no Uruguai Carlos Reina (falei pra guardar este nome),

 com o português Paulo Gomes em segundo

 e Emerson Czerkawsky em terceiro.

 Na penúltima volta, outro português, Augusto Falcão, acabou tendo problemas que trouxe a quarta e última bandeira amarela sacramentando a vitória do Reina, com Paulo Gomes e Czerkawsky fechando o pódio, Eduardo Melo o quarto

 e Pedro de Oliveira, que se recuperou da parada em bandeira verde e terminou fechando o top5. Abaixo segue o resultado completo da prova.



Punições
Paulo Rodrigues > DQ, não realizou o pit stop obrigatório durante a prova.

Com esta aula de estratégia dos estrangeiros, Reina lidera o campeonato, mostrando já seu cartão de visitas para os concorrentes anfitriões. Confira abaixo a tabela completa.


No campeonato de equipes, apenas uma equipe se repetiu entre os 12 pontuantes, que foi a Branca Sport Team, com isso a ST Overtakes vem liderando na VORC pela primeira vez em sua história, com a Mad Motors em segundo e a HVM Racing Team na terceira colocação.


Nos construtores a Nissan que até então era vista como patinho feio da competição, é lider do campeonato, seguido a frente da Ford e Holden na sequencia.


Inovando com a grande numero de pilotos estrangeiros a VORC criou a Nation's Cup, e a Venezuela é a lider seguida de Portugal e Brasil. com a Argentina na quarta colocação, México e Alemanha ainda não entraram em pista.


A próxima etapa será no dia 17/05 em Melbourne e a luta dos brazucas com os gringos promete!

Aqui você confere o VT na integra da etapa de Adelaide.



Nenhum comentário:

Postar um comentário