MENU

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

Reina vence a segunda em corrida movimentada


A segunda etapa da V8 Supercars foi disputada no tradicionalíssimo traçado de Albert Park, em Meulbourne, onde o discurso no paddock era (do verbo "não foi") que a corrida seria mais tranquila. Porém o traçado mais conhecido deixou os pilotos mais impetuosos.

Na qualificação, Pedro de Oliveira, da BSP Racing, surpreendeu a todos cravando a pole position com o tempo de 1:53.596, colocando mais de 1 segundo sobre o segundo colocado, Rodrigo Zanga, da CTE Racing HVM, com tempo na casa de 1:54.6. Jesus Neto, da BSP Racing e Bruno Miranda, da BMRS, ficaram com a segunda fila, ambos a 2 décimos de Zanga. Confira abaixo o resultado oficial da classificação:



Na largada Zanga se sustenta na segunda posição apesar da saída ruim e enquanto o Pedro já começava a abrir certa vantagem ainda na primeira volta, Javier Ugalde, da Cupa Racing, bate forte na curva 4 e foi acionada a primeira bandeira a amarela da etapa. Thallison Santos e Paulo Rodrigues também se encontraram no mesmo ponto. A relargada se deu na volta 4 e o top 10 no momento era: Pedro, Zanga, Jesus, Miranda, Tonga, Paulo Gomes, Alexandre Oliveira, Samuel Pontes, Edgar Horst Jr e Anderson Medeiros.

Após uma relargada sem incidentes, mas ainda na mesma volta, Edgar Horst Jr errou no setor 2 e bateu forte de frente, dando adeus à prova. A corrida continuou com fortes disputas no meio do pelotão. Após alguns pilotos efetuarem suas paradas obrigatórias, Raphael Arquetti, da Herdez Competition rodou  ebateu de frente, ficando atravessado na pista e acionando a segunda bandeira amarela da etapa. Os dois ponteiros não pararam e o top5 na relargada era: Pedro, Zanga, Gomes, Pontes e Medeiros.

Mal tem-se a relargada e Miranda e Tonga se acharam na pista faltando 26 minutos para o fim. Logo após, Falcão também cometeu um erro, o que acabou gerando uma confusão do bem, com vários carros muito próximos, até que Alexandre Oliveira bate na saída do S de alta e a terceira bandeira amarela foi ocasionada, juntando novamente o pelotão e faltando apenas 22 minutos para o fim o restante do grid cumpre sua parada obrigatória, exceto Paulo Gomes. o top5 na relargada era composto por Gomes, Miranda, Tonga, Zandor Ahmed e Jesus.

A relargada foi mais tranquila mas sempre com muitas mudanças de posição no meio do pelotão. Pedro e Zanga perderam posições  por conta da parada tardia. Logo após Zandor Ahmed, da BMRS que vinha em quarto, bate forte no setor 2 e abandona a prova. A corrida seguia em verde enquanto Paulo Gomes fazia sua parada em verde e deixando a liderança para a disputa entre Tonga, Miranda e Jesus. No mesmo momento, Pedro teve queda de conexão e se complica no campeonato. Outros pilotos foram ficando pelo caminho, como Zanga e Esquitino. Faltando 10 minutos para o fim, o top10 era dividido em pelotões, com Tonga, Miranda e Jesus no primeiro, Reina se aproximando em quarto, Czerkawsky e Samuel Pontes em quinto e sexto, e, mais atrás, Medeiros, Brock, Dani Gomes em nono e Paulo Gomes em rápida recuperação em décimo.

O final de prova prometia ser eletrizante com Reina se aproximando do trio da ponta. Em tentativa de ultrapassagem, Jesus tocou em Miranda e Reina se aproximou cada vez mais. Três curvas depois, Miranda perdeu a traseira na entrada da reta, bate no muro e tem seu pneu furado, perdendo várias posições. Enquanto isso, Medeiros abandona após batida. O top3 agora é composto por Tonga, Jesus e Reina.

Faltando 3 minutos para o fim, parecia ser Brasil contra Argentina até que Jesus bate de frente e com isso trouxe a quarta e última amarela da prova. Com isso a prova se encerraria em Amarela com Tonga em primeiro. Porém em regime de bandeira amarela, Tonga acabou passando reto na entada do terceiro setor e acabou caindo pra sexto lugar, deixando a vitória no colo de Carlos Reina, a segunda consecutiva.

O pódio é formado ainda por Emerson Czerkawsky e Samuel Pontes. o top10 é completado por Brock, Paulo Gomes, Tonga, Daniel Gomes, Augusto Falcão da Kinetic, Miranda e Paulo Rodrigues.

O resultado final você confere logo abaixo:


Punições:
Augusto Falcão [30s +6 pontos] Retorno de pista perigoso, gerando incidente com Tonga Guardia.
Tonga Guardia [20s + 4 pontos] Ultrapassagem em bandeira amarela sobre Paulo Gomes
Augusto Falcão [20s + 4 pontos] Ultrapassagem em bandeira amarela sobre Bruno Miranda
Augusto Falcão [30s + 6 pontos] Acidente em bandeira amarela com Cadu Maciel
Cadu Maciel [20s + 4 pontos] Ultrapassagem em bandeira amerela sobre Thallisson Santos.

Augusto Falcão + 1:20 ao final de prova e 14 pontos na carteira (Larga Box próxima etapa)
Tonga Guardia + 20s ao final de prova e 4 pontos na carteira
Cadu Maciel +20s ao final de prova e 4 pontos na carteira

Com esse resultado, Reina se isola ainda mais na ponta do campeonato com 41 pontos, seguido por Czerkawsky com 30 pontos e Paulo Gomes com 27 pontos.



Já pelo campeonato de equipes, a HVM Racing Team assume a ponta com 42 pontos, contra 41 da vice lider ST Overtakes, a Mad Motors vem na terceira colocação com 27 pontos.



Campeonato de Construtores, a Nissan segue lider após sua segunda vitória no campeonato com Reina e a pole de Pedro de Oliveira que fez os pontos extras volta mais rapida e maior liderança.



A Copa das Nações. A Venezuela segue lider, agora com 41 pontos, o Brasil é vice lider com 36, enquanto Portugal é terceiro lugar com 27 pontos.



A próxima etapa é mais que especial: BATHURST! Serão 90 minutos de pura adrenalina na etapa que, podemos dizer, a mais aguardada desse campeonato. Não perca, daqui a 14 dias, na tela da Xtreme TV!



VT da etapa:

Nenhum comentário:

Postar um comentário