MENU

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

Dia santo, corrida divina: Jesus vence em corrida épica.


A terceira etapa da V8 Supercars também foi uma etapa especial. Em um calendário dos mais desafiadores do AV brasileiro, Bathurst é a cereja desse bolo. Os pilotos certamente estavam famintos pela vitória (literalmente).


Na classificação, a dupla da BSP fez bonito e marcou a primeira fila com Jesus Neto cravando 2:06.142 com Pedro de Oliveira a 2 décimos atrás. A segunda fila foi estrangeira com Paulo Estevão, da Kinect e Paulo Gomes (MadMotors) a mais de 1 segundo do líder.

Parecia ser uma "procissão de Corpus Christi"... parecia.

Na largada as BSPs mantiveram a ponta antes da subida Paulo Rodrigues (TimeXtraBe) perdeu o controle do carro ainda no retão e acertou o estreante alemão Constantin Grimmiger (MPG). No fim da mesma Tarso Marques (Chrome) acertou Michael Teichmann (TR Bluvos) que por sua vez atingiu Ernesto Brock (HVM), causando a primeira bandeira amarela da prova.




Alguns pilotos nesse momento já faziam suas paradas para reparar o carro e mudar a estratégia, entre eles Czerkawsky, Tarso, Teichmann, Paulo Rodrigues e Brock. O top10 até então era Pedro, Jesus, Paulo Gomes, Miranda, Tonga, Zanga, Estevão, Reina, Dani Gomes e Paulo Antunes.

Na relargada Miranda quase ultrapassou o Paulo Gomes mas o piloto português sustenta a posição. A disputa pela 4ª e 17ª posições esquenta com vários pilotos. na volta seguinte Jesus errou e caiu para 12º lugar. Seria o fim da "procissão"?

A corrida seguia em ritmo frenético com várias disputas por posições. A recuperação de Jesus Neto começou com a ultrapassagem em Javier Ugalde (Cupa).

Restando 1 hora e 9 minutos para o fim uma queda generalizada no servidor ocasionou a primeira bandeira vermelha da temporada. Neste momento o top5 era Pedro, Paulo Gomes, Miranda, Tonga e Estevão.

Na relargada Miranda atacou Paulo Gomes novamente, mas desta vez conseguiu ultrapassar para ganhar a 2ª posição. Ainda na mesma volta Ugalde bateu forte e a bandeira amarela foi acionada novamente.

Na relargada, Miranda tentou a mesma tática para cima do Pedro, porém sem sucesso se mantendo na ponta o piloto da BSP. Jesus Neto em plena recuperação já figurava em 6º lugar. Logo Após pela quarta posição, Zanga e Tonga se tocaram e o argentino levou a pior, caindo para nono. Na volta seguinte o líder do campeonato Carlos Reina sucumbiu ao trecho sinuoso e perdeu com isso várias posições.

Lembram da "procissão"? Então, Paulo Gomes errou no fim da reta oposta e com isso Jesus retorna ao pódio no momento faltando ainda 50 minutos para o final. Faltando 40 minutos para o fim os pilotos começaram a fazer suas paradas enquanto nesse meio tempo Czerkawsky e Tarso cometeram erros no setor 2 e seus carros ficaram avariados. Nesse momento o top5 eram Pedro, Jesus, Paulo Gomes, Zanga e Miranda.

Pedro de Oliveira estava sem adversários durante a maior parte da prova, mas Jesus estava muito rápido e após se recuperar da rodada estava muito próximo ao líder. 

Bruno Miranda fez o undercut perfeito e nas paradas da BSP assumiu a ponta da prova faltando menos de 30 minutos para o fim. Tarso Marques bateu forte e trouxe com isso mais uma bandeira amarela. Zanga também abandona a prova.

Após a relargada os 3 primeiros abriram vantagem para os demais e a disputa pela ponta esquentou entre Miranda, Pedro e Jesus. Com a briga, Tonga se aproximou. Faltando 13 minutos para o fim, Jesus executou uma manobra espetacular ultrapassando Pedro e Miranda por fora e assumiu a ponta da prova. Na volta seguinte, Pedro e Miranda se enroscaram na curva 1 e ao tentar passar ambos, Tonga acabou rodando após o toque lateral com Pedro.

Faltando 2 minutos para o Fim, o motor do carro de Alexandre Oliveira estourou e com isso trouxe a amarela que encerraria a etapa. Na última volta, Miranda abandona com problemas elétricos e caiu para nona posição. Tonga com isso herdou o pódio na terceira posição. Jesus vence depois de muita luta com Pedro de Oliveira em segundo.

 Veja o resultado oficial:



Protestos:
P.Gomes > A.Oliveira - Carro #43 acabou fechando a porta quando o carro do português já estava colocando por dentro, ocasionando acidente. como o piloto do #43 abandonou a prova, perderá 10 posições no próximo qualifiyng que participar. +4 pontos na carteira

Direção > M.Teichmann - Piloto abandonou sem permissão da direção, larga dos boxes na próxima etapa.

Carteira de pilotos
Augusto Falcão - 14 pontos
Tonga Guardia - 4 pontos
Alexandre Oliveira - 4 pontos


O campeonato embola de vez depois dessa "via crucis". Carlos Reina ainda é líder com 43 pontos, porém Czerkawsky se aproxima com o quinto lugar e está empatado na classificação do campeonato. Paulo Gomes é o terceiro com 35 pontos.




Já nas equipes, HVM Racing Team lidera com 60 pontos, seguido pela ST Overtakes com 43 pontos e Mad Motors vem em terceiro com 35 pontos.




A Nations Cup segue interessante com o Brasil em primeiro com 60 pontos, seguido de Venezuela e Portugal, com 43 e 35 pontos respectivamente.



A Nissan segue lider com 62 pontos, enquanto a Ford vem na segunda posição após conquistar sua primeira vitória na temporada



Depois dessa etapa ecumênica, a turma parte para Surfers paradise para a quarta etapa, encarando mais uma vez um circuito de rua cheio de desafios.




E você não pode perder. Acompanhe-nos pelas redes sociais e as transmissões da Xtreme TV.

VT da Etapa



Um comentário: