MENU

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

Gula e Procopio vencem em uma etapa de surpresas


A IMSA Sportscar Series chegou em Virginia depois das 2 horas de Lime Rock com a certeza de que poderia fazer uma corrida tão boa e disputada quanto. A ausência de Eduardo Melo (HVM) foi o que Bruno Miranda precisava para se isolar de vez na lidertança dos DPs enquanto nos GTs Thiago Procopio buscava se afastar nos erros dos adversários.

Na classificação dos GTs a dupla da M-Tech mostrou que estava rápida e colocou logo os dois carros na primeira fila com Bregonci em primeiro com o tempo de 1:38.568 e Rodrigo Kbessa em segundo com 1:39.418. A segunda fila foi formada por Procopio e Edgar Horst Jr (M-Tech). Nos DPs Bruno Miranda confirma o favoritismo e marcou a pole com o tempo de 1:34.616 mais de 1 segundo a frente de Felipe Gula (M-Tech) em segundo com 1:35.715. Vinicius Loyola (Evolution) e Paulo Rodrigues (TimeXtraBe) fizeram a segunda fila.



Na largada ocorreu uma confusão com Paulo Rodrigues que não largou bem e Philippe Henrique acabou o acertando e com isso os GTs não conseguiram parar e a bandeira amarela teve que ser acionada logo no início. Além dos P2 acima, Marco de Andrade acabou sendo vitima também. Ernesto Brock, Rodrigo Kbessa e John Martins, Werner Marote e Ricardo Prediger (Schnell) foram algumas das vítimas nos GTs.

Na relargada a corrida começou movimentada. Bruno Miranda abriu vantagem logo no início enquanto Dani Gomes errava em disputa com o Loyola e logo após o erro do Felipe Gula. Nos GTs Bregonci segurou o ímpeto do Procopio e mantem a liderança da prova, mas logo após o piloto da M-Tech recebeu um toque de um P2 e acabou rodando e perdendo a liderança da prova.

 ao final do primeiro terço de prova o top5 dos DPs era Miranda, Loyola, Gula, Dani Gomes e Paulo Estevão. E nos GTs era Procopio, Horst Jr, Prediger, Cadu Maciel e Bregonci.

A corrida prosseguiu com destaque para a recuperação do Bregonci alem das briga pela segunda posição dos DPs entre Loyola, Gula e Estevão. Na metade da prova começaram os pits stops e nesse meio tempo os acidentes fortes com Emerson Czerkawsky e Dani Gomes fizeram com que abandonassem a prova.

Faltando 23 minutos para o fim Paulo Estevão, que até então liderava a prova no geral bateu forte na proteção de pneus e a bandeira amarela foi acionada pela segunda vez, juntando o pelotão. O que esquentou de vez a corrida. Faltando 11 minutos para o fim os pilotos relargaram ainda na mesma volta Miranda bateu na zebra  que catapultou seu carro e assim o piloto da BMRS perdeu a liderança para Felipe Gula.

 Poucas voltas depois o motor de Bruno não aguentou e o piloto que estava com a mão na taça no momento abandonou a prova faltando 5 minutos para o fim, ocasionando assim a terceira e última bandeira amarela.

Com esse anticlímax, Felipe Gula vence na categoria DP com Loyola em segundo lugar. Nos GTs Procopio vence com Bregonci em segundo lugar.


Protestos e punições:
A.Borges > J.Hebert - João Hebert antes do toque fez uma mudança de posição para liberar ultrapassagem para dar passagem a Procópio e acabou dando uma fechada em A.Borges
10s + 2 pontos na carteira
A.Borges > W.Marone - Indeferido, o ponto não era propicio para o mesmo seder posição nem mesmo fazer ultrapassagem, deveria ter aguardado a reta na sequencia.
L.Rocha > R.Kbessa - Kbessa acabou tocando o piloto da #268 Racing no momento da freada - +20s +4 pontos na carteira.
J.Hebert > A.Borges - Borges punido pelo toque, o mesmo veio mais forte na curva, mas vinha atrás e bateu. Foi conferida as 3 ultimas em verde de João e nelas constava a mesma média de marcha e velocidade, com isso O erro foi considerado para Borges que vinha atras. +20s +4 pontos na carteira
J.Bregonci > P.Estevão - Estevão punido pelo toque que ocasionou a rodada do GTLM. +20s +4 pontos na carteira
*Como o piloto abandonou a prova, o mesmo perde 10 posições no Qualy.
J.Bregonci > R.Prediger - Prediger punido, ao ver que o piloto errou a sua frente tentou retardar a freada para ganhar a posição e acabou gerando um toque. +20s + 4 pontos na carteira
D.Gomes > P.Estevão - Estevão acabou ocasionando um toque. +20s +4 pontos na carteira
**Como o piloto abandonou a prova, o mesmo perde 10 posições no Qualy.
Paulo, com o acumulo de punição ficará sem qualy na próxima etapa.

Carteira de pilotos
Paulo Estevão - 8 pontos (fica sem qualy na etapa de Detroit)
João Hebert Santos - 6 pontos
Dani Gomes - 4 pontos
Paulo Rodrigues - 4 pontos
Alisson Borges - 4 pontos
Rodrigo Kbessa - 4 pontos
Ricardo Prediger - 4 pontos

O campeonato fica mais aberto depois do abandono de Bruno Miranda, mas ele ainda segue líder do campeonato com 78 pontos, Eduardo Melo é o segundo com 54 pontos. Nos GTs Procópio segue líder com 81 pontos e Ricardo Prediger é o segundo com 51 pontos.




Já nas equipes, pelos DPs a M-Tech deu aquela subida com a vitória de Gula. A BMRS lidera com 78 pontos e HVM Racing Team é o segundo com 60 pontos. Já nos GTs a Benkler continua soberana com 82 pontos enquanto M Tech Sports é o segundo com 56 pontos.




Nas fabricantes, a Dallara segue firme e forte nos DPs com 85 pontos enquanto a disputa esquenta entre as outras 2 para não ficarem na lanterna. No GTs a BMW segue líder com o bom resultado de hoje com 82 pontos enquanto a Ferrari amarga a lanterna.




A próxima etapa será no dificílimo circuito de rua de Detroit no dia 13/07 e você acompanha tudo pela XtremeTV!


VT da Etapa

Nenhum comentário:

Postar um comentário