MENU

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

Bruno Miranda e Thiago Procopio vencem em Laguna Seca

Em uma corrida com poucas disputas e com os títulos de pilotos já decidido, Bruno Miranda e Thiago Procopio venceram e garantiram a comemoração com chave de ouro.


A IMSA encerrou a temporada 2 de 2018 com as 2 horas de Laguna Seca onde o campeonato já estava definido para Bruno Miranda e Thiago Procopio, porém alguns pilotos e equipes ainda tinham o que disputar.

Na classificação dos GTs, João Bregoncia voa na pista e marcou a pole com 1:18.621 deixando Cadu Maciel que fez um ótimo segundo tempo apenas 2 décimos da pole. O campeão Thiago Procopio e Edgar Horst Jr formaram a segunda fila. Já nos DPs,Bruno Miranda assombrou a classe e com 1:13.219 estabeleceu uma diferença de mais de 1 segundo no segundo colocado Dani Gomes. A dupla portuguesa com o regularíssimo Paulo Rodrigues e Augusto Falcão formaram a segunda fila.



A largada de segurança ajudou os pilotos a não se envolverem em acidentes. Destaque negativo para Paulo Estevao e Alessandro Moraes que não conseguiram participar da etapa por problemas com o simulador.

Na primeira parte o destaque nos DPs foi o Bruno Miranda abrindo larga vantagem enquanto Emerson Czerkawsky fazia bela manobra ao ultrapassar Paulo Rodrigues e nos GTs ficou a cargo da disputa entre Bregonci e Procopio e o erro cometido pelo Alisson Borges que perdeu algumas posições. Logo após, esquentou foi a briga entre Prediger e Cadu Maciel e também entre João Hebert e Alisson Borges.

Perto da metade da prova uma rodada de Alexandre Oliveira provocou o acionamento da bandeira amarela, que seria a única dessa prova. Por conta da parada do líder geral da prova, vários pilotos tiveram o wave around após sua parada e com isso o grid embolou, alguns pilotos ficaram na iminência de tomar uma volta e a disputa pela vitória principalmente dos GTs ficou entre poucos pilotos. Após as paradas, o top3 dos DPs era formado por Mirnda, Falcão e Czerkawsky e nos GTs por Procopio, Horst Jr e Cadu Maciel.

Após a relargada Miranda sumiu na frente novamente enquanto a briga pela segunda posição esquentava e nos GTs a briga era entre João Hebert e Cadu.



Até o fim da prova ocorreram poucas mudanças com destaque para a ultrapassagem do Dani Gomes em cima do Czerkawsky e as 2 penalizações do piloto da HVM que o tirou da segunda posição e ficou em quarto. Destaque também para a batida entre João Hebert, Cadu Maciel e Alisson Borges que movimentou a classe dos GTs. No final, poucas mudanças e Bruno Miranda venceu na classe dos DPs, com Dani Gomes em segundo e Augusto Falcão em terceiro. Nos GTs, Procopio venceu,


 com Alisson Borges num excelente segundo lugar e João Hebert em terceiro. Um furo no pneu traseiro tirou o John da disputa nos GTs.


Com o título já decidido, Bruno Miranda termina o campeonato com 124 pontos, seguido por Paulo Rodrigues e Dani Gomes com 60 e 59 pontos respectivamente. Nos GTs, Procopio  ficou com 119 pontos, com João Bregonci com 74 pontos e Ricardo Prediger em terceiro com 65.




Já nas equipes, a BenKleR Racers ficou com o título nos GTs, a M Tech Sports em segundo com 90 pontos e a Team Schnell foi a terceira com 65 pontos. Nos DPs, BMRS Motorsports foi a campeã com 124 pontos, seguido por HVM Racing Team e Chrome Racing com 90 e 63 pontos cada.




Já nos construtores, a Dallara conquistou o tíutulo com facilidade com 133 pontos, seguido por Oreca e Lola com 79 e 66 pontos. Nos GTs, a BMW levou o caneco com 123 pontos seguido por Ford e Porsche com 102 e 59 pontos cada.




A próxima temporada já tem data para começar: 17 de agosto a turma volta a acelerar em Austin, no Texas para a T3 e com novidades! Quer saber quais são, acompanhe pelo site e fique por dentro dos eventos! Nós contamos com o apoio da XtremeTV para as transmissões dos campeonatos. Fique ligado!

VT da Etapa