MENU

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

Alexandre Oliveira duas vezes e Ernesto Brock vencem em Helsinki após muita emoção e penalizações



Em uma corrida emocionante e desafiadora, Alexandre Oliveira fatura duas baterias e Ernesto Brock venceram as ruas de Helsinki e lideram o campeonato.

A segunda etapa da TCR Series prometia já pelo circuito: Helsinki Thunder, um circuito de rua, ondulado e extremamente desafiador. As três baterias foram literalmente de sobrevivência e os poucos que foram até o fim, travaram disputas belíssimas e valeram o ingresso.

Na classificação, Alexandre Oliveira (Herdez Opel) fez a pole position sendo o único a virar na casa de 25 com 1:25.950 colocando mais de meio segundo em John Martins (CTE Alfa Romeo) com tempo na casa de 1:26.5. A segunda fila é formada por Anderson Medeiros (BSP-2 Alfa Romeo) e Ernesto Brock (CTE Alfa Romeo).


As funilarias finlandesas tiveram bastante trabalho...

A corrida dos ponteiros foi decidida logo na largada. Alexandre manteve a ponta e segurou a pressão inicial do John. Destaque do início foi o acidente entre as BSP de Gilson Rodrigues e Anderson Medeiros, que levou a pior e abandonou. Um pouco depois outro incidente de destaque: Dani Gomes (Chrome Opel) e Gilson Rodrigues se enroscam na entrada da reta oposta, Paulo Rodrigues (TimeXtaBe Peugeot) que vinha em sexto se assustou e capotou. Além desses acidentes, Jesus Neto (BSP Volkswagen) e Marcelo Vieira (Parma Lada) se bateram logo no início, Marco de Andrade (M-Tech Audi), o estreante Jonatan Brochier, Felipe Granado e Emerson Czerkawsky (HVM Volkswagen) também abandonaram a bateria. Alexandre Oliveira rumou sem maiores dificuldades para a vitória. John acompanhou bem e terminou em segundo e Ernesto Brock fechou o pódio. Tito Tomey fez uma excelente bateria terminando em quarto; Jesus Neto (BSP Volskwagen) e Alexandre Vscud (FTR Audi) conseguiram se livrar dos acidentes e fecharam na quinta e sexta posição.


Na segunda bateria os acidentes continuaram em grande número e os funileiros ficaram mais felizes! 

Logo na primeira volta, Felipe Granado (HVM Volkswagen) que estava em terceiro, Fernando Esquitino (Branca Cupra) e Jonatan Brochier bateram forte e abandonaram a prova.

 Durante a bateria mais pilotos ficaram pelo caminho: Alexandre Oliveira e Emerson Barina (Herdez Opel), Marcelo Vieira (Parma Lada), Alexandre Vscud (FTR Audi) e Paulo Rodrigues. Na pista, quem venceu a prova depois de suportar a pressão de Czerkawsky e no final pelo Ernesto Brock foi Gilson Rodrigues,



 seguido por Dani Gomes em segundo. Masssss, o não envio do LOG (é regra para os 2 primeiros) desclassificou os dois pilotos. Com isso, Brock ficou com a vitória, Tito Tomey fez outra excelente bateria e fechou em segundo e Jesus Neto, mesmo após um incidente com Brock e perdendo algumas posições, fechou em terceiro. Marco Parma, John Martins se atrapalharam em alguns momentos e fecharam em quarto e quinto. Emerson Czerkawsky, Marco de Andrade e Anderson Medeiros também completaram a prova.


Punições:Gilson Rodrigues - DQ - Não envio do Log
Dani Gomes - DQ - Não envio do Log
A derradeira da noite também foi acidentada. Anderson Medeiros e Marco de Andrade dividiram a primeira fila e logo na primeira curva Fernando Esquitino, Emerson Barina e Jonatan Brochier se enroscaram e perderam muito tempo enquanto Marco de Andrade passou reto e perdeu várias posições. A luta pela vitória foi a mais emocionante da etapa depois do abandono de Anderson Medeiros. No final, 4 pilotos protagonizaram um final digno da categoria. Jesus Neto foi o sexto vencedor diferente em seis baterias e Alexandre Oliveira ficou a apenas 36 milésimos na segunda posição. Ernesto Brock terminou mais uma vez entre os primeiros e Dani Gomes fechou o quarteto da frente. Mas mais uma vez a vitória mudou de mãos, pois Jesus Neto foi penalizado por um incidente na bateria e caiu para a quint posição. Com isso a vitória ficou com o Alexandre “Zé da Meia”, Brock em segundo e Dani em terceiro. Coroando uma excelente noite, Tito Tomey mais uma vez no top5. Gilson, Paulo, Marcelo Vieira, John Martins e marco Parma fecharam o top10 e os que conseguiram finalizar. Além de Esquitino e Brochier, Czerkawsky, Medeiros, Marco de Andrade e Felipe Granado também abandonaram a bateria.


Punições:A.Oliveira > J.Neto - N2 +20s - Decorrência de toque
Após muitos amassados e ferimentos, o campeonato segue embolado. Pelos pilotos, Brock assume a liderança com 98 pontos, seguido por Alexandre Oliveira com 89 e John Martins com 81 pontos.


Já nas equipes, a CTE é a primeira com 118 pontos, seguido por Herdez Competition e HVM Racing Team com 90 e 61 pontos.


Já pelos construtores, a Alfa Romeo é a líder com os 118 pontos da CTE, a Opel é a segunda com 99 pontos e a Lada é a terceira com 79.


A próxima etapa será no pouco conhecido e desafiador circuito de Vasco Sameiro, em Braga e os pilotos terão 2 semanas para arrumarem a lataria para o seguimento deste emocionante campeonato. Fique ligado na XtremeTV!


VT da Etapa