MENU

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

Fabricio Matheussi e João Hebert sobem no ponto mais alto do pódio em Austin

 

Na sexta-feira do dia 31 de agosto os pilotos da IMSA se reuniram para a primeira etapa da T3 da VORC Series. A pista virtual de Austin, o famoso Circuit Of The Americas (COTA), foi a responsável por alinhar os 31 carros para a primeira batalha da temporada.

Na classificação Bruno Miranda (BMRS) tem a primeira surpresa de sua nova fase, agora andando de Lola e não mais de Dallara. Fabricio Matheussi (RM) voa na pista e garante a posição de honra para a largada da etapa, seguido do atual campeão, Bruno. Na segunda fila vinham o português Paulo Estevão (Kinetic), também de Lola B12 e Felipe Lima (MS), também de Dallara Corvette, mostrando o equilíbrio dessa disputa.


Já nos GTs, que agora são os GTD e não mais os GTE, a pole foi de John Martins (CTE HVM), com sua Ferrari 488 dividindo a fila com o Audi R8 de Thiago Procopio (Benkler). Na segunda fila vieram João Hebert (M-Tech) e Cadu Maciel (Tech Force), ambos de Lexus RCF, um dos carros do novo certame.



A corrida foi bem agitada em seu início, tendo grande destaque para Paulo, que pula para a ponta e mostra para os dois protagonistas mais antigos da liga que ele iria dar trabalho. Thiago Procopio também dispara na ponta dos GTs, dando a entender que seria mais uma temporada dele na categoria.
A corrida segue com muitas disputas, muitos erros e muitos toques provenientes de ultrapassagens forçadas, devido a grande mudança nas classes e, além dos novos carros, pilotos novos ou mesmo experientes mas em classes diferentes. O pouco entrosamento do grid, que é de certa forma um grid “novo”, causou momentos de aflição para alguns pilotos, que viram suas corridas prejudicadas. Alguns desses incidentes causa entradas do carro de segurança, que trouxe uma nova tônica ao período de carro de segurança da liga, já que agora o período não é todo mais com os pilotos em velocidade lenta, tendo trechos de plena aceleração do carro de segurança e, agora, as duas classes tendo reordenamento de retardatários que estejam entre o carro de segurança e o líder da categoria.
Em uma dessas muitas nuances e mudanças de posições Bruno Miranda se via distante da disputa pelo pódio, ao mesmo tempo que Thiago Procopio, que tinha a vitória em suas mãos, se via embolado em disputas antes inexistentes pela vitória de sua classe.
Matheussi, que também errou e perdeu tempo, consegue confirmar o favoritismo da etapa, garante a vitória e mostra que nessa temporada, diferente da última, teremos briga boa na classe DP.

 Bruno Miranda ainda fecha na segunda posição com as punições a Bruno Fernandes e Ricardo Prediger e se mantém forte na disputa. Dani Gomes (Chrome) faz uma corrida incrível e, mesmo largando apenas da décima segunda posição em sua classe, completa o pódio dos protótipos após as punições.


João Hebert, que sempre esteve nas disputas das posições do pódio e chegou em segundo, mas garantiu uma ótima vitória.


 Edgar Horst Jr (M-Tech) garantiu a dobradinha da equipe M-Tech após perder a vitória após uma punição, perdendo assim a vitória para João Hebert. fazendo também, assim como Wendel George, uma ótima corrida, saindo um pouco mais atrás no grid de sua categoria e subindo o grid para garantir um merecidíssimo pódio. após o DQ de John Martins e outras punições que mudaram bastante o resultado da prova.


*O piloto John Martins foi desclassificado pelo não envio do LOG.

Punições e Protestos

W.George > R.Prediger - N2 +20s - Toque de Prediger gerando acidente
W.George > A.Falcão - N2 +20S - Piloto tenta ultrapassagem em local dificil e causa toque. (O piloto que abandona a prova com punição, perde posições no próximo grid, +10 posições no proximo grid.
W.George > P.Henrique - N3 +30s - O piloto bateu no carro de Wendel em bandeira amarela.
W.George > V.Loyola - N2 +20s - O piloto bate na traseira do GTD na traseira em uma freada.

C.Maciel > P.Estevão - Indeferido - O piloto muda de direção para cima do Prototipo, porém ambos os pilotos recebem punição N1 +10s, por uso de farol para reclamação.
V.Loyola > L.Paladino - N2 +20s, O piloto toca em Vinicius o fazendo rodar. 
(O piloto que abandona a prova com punição, perde posições no próximo grid, +10 posições no proximo grid.
V.Loyola > P.Rodrigues - Indeferido - Não foi considerado má fé do outro piloto conforme mencionado.

V.Loyola > E.Horst Jr - N2 +20s O piloto acabou tocando Vinicius na saida da curva.
V.Loyola > A.Falcão - N2 +20s O piloto acabou rodando Vinicius.
J.Martins > T.Procopio - N2 +20s O piloto acabou rodando John.
Direção > V.Loyola - N2 +20s - Analisando um lance de Feedback foi visto o piloto batendo em um GTD.
Direção > Cristiano Gomes - N1 - Uso de Farol para reclamar.
Direção > Bruno Fernandes
 - N1 - Uso de Farol para reclamar.Direção > Vinicius Loyola - N1 - Uso de Farol para reclamar.

Direção > Cadu Maciel - N1 - Uso de Farol para reclamar.
Direção > Paulo Estevão - N1 - Uso de Farol para reclamar.

Perdem posições no proximo grid.
Augusto Falcão +10 posições

Paulo Estevão

Adverstências
Fabricio Matheussi - O Piloto deve sempre obedecer as ordem do diretor de provas, e conforme pedido durante a corrida o piloto tentou não se aproximar do safety-car quando solicitado por questões de estratégia, o piloto tem o dever de sempre obedecer, estratégias pessoas jamais podem se sobrepor a um pedido da direção de provas e andar perto do safety-car, podendo o piloto colocar os demais em risco.

Vinicius Loyola - Por gentileza, ao ser rodado olhar a pista se não esta vindo outros carros e voltar em segurando,  o piloto colocou outros carros em risco com tal atitude.

Solicita-se ao piloto se atentar mais ao ultrapassar os GTD, saber esperar mais o momento certo de tentar uma ultrapassagem sobre os carros da classe lenta e não em locais onde pode causar toques e acidentes.

Bruno Fernandes - O piloto deve se atentar as disputas de posições, é no minimo desnecessário em uma corrida de 120 minutos, ficar fazendo defesas de posições de forma rígida no inicio da prova.

Carteira de Pontos.



Campeonato de pilotos
Nos Prototipos, em nova configuração de pontuação neste temporada na VORC, Fabricio Matheussi sai na liderança com 25 pontos, contra 20 de Bruno Miranda se aproveitando das punições, Dani Gomes fechando o campeonato em terceiro.


Já na GTD, João Hebert Santos sai na liderança, também com 25 pontos, contra 20 de Edgar Horst Jr e Wendel George em terceiro com 16 pontos.


Campeonato de Equipes
Nos Prototipos, a RM Racing sai na frente com 25 pontos, contra 20 da BMRS e 16 da Chrome Racing

Na GTD a M Tech Academy sai na liderança com 25 pontos, enquanto a M Tech Sports vem com 20 e a Herdez Competition conclui o TOP 3 em terceiro.


A próxima etapa segue na região e cidade, será no traçado de Texas Motor Speedway em sua versão Road Course, serão 90 minutos de pura emoção.

Vt da Etapa