MENU

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

Título para Matheussi nos protótipos e pimenta na disputa da categoria GT



No dia 26 de outubro a IMSA se reuniu em Indianapolis Road para a penúltima etapa, que poderia sagrar os dois campeões dependendo dos resultados.
Um pequeno atraso devido à instabilidades do servidor fez com que a corrida tivesse sua duração reduzida para 1h15min, perdendo 15min de duração total.

Na qualificação os dois protagonistas principais das disputas da classe DP, Fabrício Matheussi (RW) e Bruno Miranda (BMRS) foram superados pelo outro protagonista da classe, Ricardo Prediger (Schnell), que vinha fazendo uma temporada sólida, “quieta”, mas muito efetiva, ainda estando também na briga do título, embolado com Bruno. Felipe Lima (MS2) e Daniel Gomes (Chrome) fecharam os cinco primeiros.


Já pela classe dos GTs o líder do campeonato, João Hebert (MTech), não foi protagonista. A pole provisória era de Cadu Maciel (TechForce) que tinha uma punição de 10 posições para cumprir. John Martins (HVM), que fez o segundo tempo, largou na pole, seguido de Edgar Horst Junior (MTech) e João Hebert.
A largada foi muito tranquila, com todos os pilotos buscando a corrida mas de modo extremamente limpo. Ernesto Brock (HVM) e Cristiano Gomes (Calango) ensaiaram a primeira disputa forte da corrida, com Brock atacando o piloto buscando escalar o grid. Outro que escalava o grid após perder as 10 punições por punição era Cadu Maciel.


Restando 1h para o fim da etapa Bruno dá um leve toque na traseira de Brock e Matheussi se aproveita e passa pro Bruno. Devido à grande diferença de acerto dos dois pilotos, Bruno mesmo no vácuo não consegue buscar Matheussi na reta, tendo que buscar a ultrapassagem no miolo. Após grande pressão Fabrício comete um pequeno erro e Bruno o repassa. Mas já na reta Matheussi devolve e os dois continuam a disputa acirradíssima e com cada um tendo vantagem em “seu terreno”, Matheussi nas retas e Bruno nas curvas.


Outra bela disputa aconteceu entre Alisson Borges e Renzo Sanchez (Branca), com seus dois Lexus. Alisson era outro piloto dos GTs que vinha fazendo etapa de recuperação e veio na reta no vácuo de Renzo e deixou para frear “pra lá do Deus me livre” e executar uma belíssima manobra por fora.
Outra bela disputa foi entre os protagonistas da ponta dos protótipos. Bruno ainda em seu ataque incessante coloca de lado na entrada da curva 3 e divide várias curvas em sequência com Matheussi, conseguindo reassumir a posição.
Restando 38 minutos para o fim da corrida um forte acidente envolvendo os dois líderes de suas classes. Fabrício Matheussi roda e, ao tentar dar o zerinho para retornar para a prova é acertado em cheio por João Hebert, que fica bastante danificado pelo incidente.
A disputa entre Cadu e Renzo renasce e Cadu tem a mesma dificuldade de Bruno Miranda contra Matheussi, já que Renzo também tem o carro menos carregado de asa frente ao acerto de Cadu. Os dois vão dividindo curva por várias voltas, até que Cadu toca Renzo e roda aos moldes de Vettel contra Ricciardo em Austin na Formula 1.
Restando 11 minutos para o fim da etapa a primeira e única bandeira amarela da noite foi causada por Tito Tomey, que saiu da pista na curva 1 e ficou parado na saída da curva em um ponto visto pela direção como de possível risco.
A etapa terminou sob regime do carro de segurança, com Bruno Miranda sagrando-se vencedor, seguido de Felipe Lima na segunda posição e Daniel Gomes na terceira. Fabrício Matheussi mesmo caindo no final da corrida garantiu o título antecipado da categoria.


Já pelos GTs a vitória foi de John Martins, seguido de Alisson Borges e Edgar Horst Junior, deixando a disputa do título para a última etapa.


Protestos e punições:

Direção > E.Horst Jr - DQ - Não enviou o log.
J.Hebert > F.Matheussi - N3, +30s Retorno de pista perigoso.
*Piloto que abandona a prova e tem punição, perde posições no próximo grid,
F.Santos > C.Maciel - N2, +20s Ultrapassagem sob safety car
F.Santos > R.Sanchez - N2, +20s Ultrapassagem sob Safety car
Direção > D.Gomes - N2, +20s Ultrapassagem sob Safety car


Punição próxima etapa.
Paulo Estevão > +5 posições
Fabricio Matheussi > + 15 posições

Classificação de Pilotos DP
Fabricio Matheussi Conquistou o título de forma antecipada fazendo 108 pontos, com Bruno Miranda retomando o segundo lugar no campeonato com 76, enquanto Ricardo Prediger segue em terceiro com 60 pontos.


Classificação de Equipes DP
Já nas equipes nada decidido, a RM Racing tem 108 pontos, 14 a mais que a BMRS Motorsports, a MS-2 Motorsports faz 73 até o momento e tem uma briga com a Team Schnell que tem 72 na briga pelo terceiro lugar.


Classificação de Pilotos GTD
João Hebert Santos mesmo com o azar, tem 84 pontos, colocando 9 pontos de vantagem para John Martins que tem 75 tentos, Alisson Borges tem 67 pontes e tem chance de titulos ainda que remotas.


Classificação de Equipes GTD
Nas equipes a M Tech Academy segue lider com 110 pontos, enquanto a CTE Racing HVM é a vice lider com 99 pontos, já a M Tech Sports vem na terceira colocação com 61 pontos.



A Próxima etapa do campeonato será a Grande final em Miller Motorsports Park no estado de Utah, a etapa ainda vale a briga pelo titulo da GTD, e o posicionamento no campeonato de equipes, vai definir as escolhas do próximo campeonato da IMSA.


Vt da Etapa


Nenhum comentário:

Postar um comentário