MENU

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

Em incrível corrida em Spa, Pedro de Oliveira faz boa estreia, mas Fabricio Matheussi rouba a cena e faz corrida fantástica!



Na noite da última sexta-feira, 18/01, a Insane Series chegou ao circuito de Spa, na Bélgica para o início de sua competição. O novo carro utilizado pela liga, atraiu a atenção dos competidores e os elogios e empenho aos treinos era evidente, uma prerrogativa e tanto para uma excelente etapa.

Qualificação:
A prerrogativa era tão intensa, que os resultados começaram a ser vistos já na classificação, sendo conquistada por John Martins, piloto da HVM, com a marca de 2:31.360, seguido de perto por Anderson Medeiros, da BSP, apenas +0:00.134 atrás. Ricardo Prediger foi o terceiro, enquanto Pedro de Oliveira ficou com a quarta posição. Luciano Rocha, Jonathan Brochier, Lino Palladino, Bento Rosato, Paulo Rodrigues e Jesus Neto, completaram os 10 melhores posicionados no grid de largada. Grandes pilotos como Diego Said, Fabricio Matheussi e Ernesto Brock, saiam do fim do grid, que contava com 22 pilotos.
Confira abaixo o grid de largada completo:


Corrida:
A etapa que tinha tudo para ser grandiosa, pela pista e pelo carro que desafiava os pilotos, se concretizou com uma largada limpa, sem toques e grandes retas para muitas ultrapassagens.
John Martins segurou firme a ponta e resistiu bem aos ataques de Anderson Medeiros e Prediger, que vinham atrás em briga intensa, convidando Pedro de Oliveira e Luciano Rocha para a festa.
No fim da primeira volta, Diego Said, Matheussi e Brock, já figuravam entre os 15 melhores.
Na 5 volta uma baixa na ponta, Anderson Medeiros, roda e bate forte na Blanchimont, danificando todo seu carro e dando adeus a corrida. Logo atrás, Pedro de Oliveira, Ricardo Prediger e Luciano Rocha travavam grande batalha pela 2ª posição naquele momento.
Lino Palladino, Dani Gomes, Jesus Neto, Ulisses Oliveira e Anderson Medeiros, eram as baixas da noite, já na sexta volta de disputas.

Com muitas disputas na pista, um grande destaque para Werner Marote e Diego Said, que faziam grande disputas com ultrapassagens dos dois lados, com Cristiano Gomes na cola, seguido por Brock, na disputa pela 8 posição.
Antes da Volta 10, Fabricio Mateussi e Diego Said ocupavam a 7ª e 8ª posição, respectivamente. Já demonstrando incrível ritmo para ganhar tantas posições em pouco tempo.
Emerson Czerkawsky, Renzo Sanchez, Tito Tomey, Fenando Esquitino e Thalisson Santos, ocupavam a parte final do Grid com 17 pilotos nessa altura.
Com Pedro chegando em John na metade da corrida, os pilotos começavam a realizar seus pits stops, o que aumentava a tensão na briga por posições.
Na volta 12, Pedro assume a liderança da prova, seguido por John Martins, Ricardo Prediger vinha em terceiro, Luciano Rocha em quarto, Jonathan Brochier em quinto e Fabricio Matheussi em sexto.
Na volta 18, Renzo Sanchez se choca contra o muro, sendo o último piloto a abandonar a prova na noite.
Ricardo Prediger e Pedro de Oliveira entram no box nesse momento, caindo para 2º e 9º respectivamente, na eminência dos concorrentes pararem nos boxes.
Logo na sequência, na volta 22, John Martins para nos boxes, entregando a primeira posição na mão de Pedro e a Segunda na mão de Fabricio Mateussi, caindo assim para a 3ª posição.
Na volta 22 Diego Said, Ernesto Brock e Ricardo Prediger travam uma batalha e tanto pela 5ª posição, Said leva a melhor e ultrapassa seus dois concorrentes, deixando para Brock, o trabalho de segurar Ricardo.
No final da volta 23, é a vez de Fabricio Matheussi ir aos boxes, devolvendo a segunda posição para John, não sendo alterado mais.
Com isso, ao fim de 60 minutos e 25 voltas, Pedro de Oliveira vence a etapa, com John Martins em segundo e Fabricio Matheussi roubando a cena e ganhando 19 posições, na terceira. Luciano Rocha foi o quarto, Ricardo Prediger o quinto e não menos importante, Diego Said fecha na sexta posição, ganhando 15 lugares, seguido de Ernesto Brock, o sétimo, ganhando 13 posições. Paulo Rodrigues, Cristiano Gomes e Emerson Czerkawsky fecham os 10 primeiros da etapa.


Protestos e Punições:
Não houve protestos na etapa

Classificação de Pilotos:
Pedro de Oliveira assume a liderança do campeonato com 25 pontos, enquanto John Martins é o vice com Fabricio Matheussi se colocando em terceiro com 16 pontos iniciais.


Classificação de Equipes:
A BSP Racing 2, assume a liderança do campeonato, com 25 pontos, a HVM Racing Team se posiciona em segundo lugar e a 4EverBr com o terceiro lugar.


Copa das Nações:
Na simbólica Nations Cup, o Brasil é lider com 25 pontos, enquanto Portugal se coloca em segundo com 8 pontos, o Peru assume a terceira colocação com 4 e a Argentina aparece em quarto lugar com 1 ponto.


Você pode conferir o VT na íntegra, no YouTube da XtremeTV, 



A Insane Series retorna no dia 01/02, na icônica pista de Nordshleife, o Green Hell Alemão.



Nenhum comentário:

Postar um comentário