MENU

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

Frigotto e Czerkawsky vencem baterias em Circuit de Pau.


Em seu retorno ao traçado de rua de Pau, a Clio Cup France, os 24 carros que estavam presentes tiveram o difícil desafio de se manter na pista antes de tudo e escapar dos muros e calcadas do traçado.

QUALIFICAÇÃO:
Gustavo Frigotto tentando se recuperar no campeonato após o DQ de Dijon, inclusive queimando a língua do comentarista Rodrigo Vicente, cravou a pole position com 1:24.084, contra 1:24,369 de Leonardo Lopes o Canedas, John Martins e Jesus Neto fecharam a segunda fila, com Emerson Czerkawsky em quinto e Dani Gomes com o sexto posto.



BATERIA 1:
A largada foi bem tumultuada quando na curva da ponte, vários pilotos bateram e se enroscaram, chegando a fechar a pista, com vários deles tendo de ir aos boxes para reparos.
Frigotto se mantendo na ponta, mas sempre seguido de Lopes, Emerson Czerkawsky vinha brigando com Jesus Neto pelo quarto lugar quando do nada Emerson Barina com o carro avariado acabou atrapalhando o piloto da HVM ao dar passagens ao demais menos para o polonês maluco.
John Martins que vinha na terceira posição foi um dos que bateram.
No final da prova, Leonardo Lopes tentou o ataque para cima de Frigotto mas o paranaense se defendeu bem, mesmo com os erros e garantiu a vitória após 25 minutos e 18 voltas concluídas, Leonardo Lopes fechou em segundo e Jesus Neto completando o pódio.



BATERIA 2:
Com a inversão dos 10 primeiros, uma primeira fila gringa, Fernando Esquitino na ponta, Jorge Dillerva em segundo, Pedro Santos saindo e Dani Gomes fechando em quarto. A bateria contou com 22 carros.
A largada foi bem melhor que a primeira, Dillerva assumiu a ponta de cara antes mesmo da curva 1, Pedro Santos em segundo.
Os dois trechos mais complicados da pista, tudo mundo passou ileso com muita calma.
Dani Gomes passou por Esquitino e assumiu a terceira colocação antes do encerramento da volta 1.
Fernando Esquino em quinto segundo Emerson Czerkawsky e todo um pelotão atrás dele, mas na sequencia bate sozinho e acaba ficando para trás com Emerson Czerkawsky com isso pulando para o quinto lugar.
Na quarta volta Anderson Medeiros bate sozinho na curva da chicane e acaba abandonando a fora e perdendo o quarto lugar.
Enquanto isso lá na ponta Jorge Dillerva vinha segurando Pedro Santos e Dani Gomes na terceira colocação, mas Dillerva tinha muito trabalho segurando Pedro Santos.
Pedro Santos acaba errando feio, toca em Dillerva, tenta ainda sim ultrapassar quando pega a calçada e seu carro acaba levantando e capotando, Dani Gomes consegue passar no meio da confusão, Czerkawsky ainda não teve tempo de desviar de Dillerva e tocou o piloto peruano, que saiu andando mas batendo no guard rail danificando seu carro.
Com isso Dani Gomes era o líder, com Czerkawsky em segundo e Ernesto Brock com o terceiro posto.
Restando 14 minutos, Czerkawsky parte para o ataque em busca da primeira posição, mas Daniel consegue se segurar.
Aparecendo pouco, mas andando bem, Paulo Tempera vinha subindo no grid e já vinha num ótimo quinto lugar.
Emerson Czerkawsky aproveita na saída da chicane, pegando o vácuo de Dani Gomes e conquista a ponta da prova.
Dani não consegue segurar e com isso perde a segunda posição para Ernesto Brock.
Leonardo Lopes foi mais um a passar por Dani Gomes e buscou o terceio lugar, na sequencia, Paulo Tempera passa Dani Gomes por fora na curva da ponte.
Na sequencia, Dani Gomes bateu no muro, e acabou fechando a pista e foi fim de prova.
Restando 5 minutos a sequencia era, Czerkawsky, Brock, Lopes, Tempera, Neto, Frigotto, Martins, Guardia, Oliveira e Santos.
Ernesto Brock tentando conquistar a vitória parte para cima de Czerkawsky.
Brock até aparelha lado a lado, mas com um retardatário do lado esquerdo, teve de recuar, e depois de nova tentativa teve de se preocupar com os ataques de Lopes.
Ao final, Emerson Czerkawsky vence a bateria 2, com Ernesto Brock em segundo e Leonardo Lopes na terceira colocação da prova.



PROTESTOS E PUNIÇÕES:
Não houve protestos nesta etapa.

CLASSIFICAÇÃO PILOTOS:
Leonardo Lopes segue líder do campeonato com 69 pontos, Emerson Czerkawsky pulou ao segundo lugar agora com 62 pontos conquistados, Ernesto Brock ainda tentando defender o titulo, aparece com 60 pontos.



CLASSIFICAÇÃO EQUIPES:
A HVM Racing Team assumiu a ponta do campeonato, com 74 pontos, a Black Wings segue lutando agora com 70 pontos, e a BSP Racing fechando com 65 pontos.



NATIONS CUP:
O Brasil é líder com 100 pontos, a Argentina vem sem segundo com 33 pontos, Portugal com 29 tentos, Peru 18 pontos, e o Paraguai com 4 pontos.



VT da ETAPA:
Confira aqui na integra o Vt



PROXIMA ETAPA:
A próxima etapa e grande final será em Magny Cours um dos circuitos que a F1 já utilizou, será palco desta final.