MENU

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

Rodrigo Vicente desencanta em Montreal e Diego Said conquista segundo título seguido.


Montreal foi o grande palco escolhido para a final da Champ Car, com 20 carros a grande final contou com poucas amarelas, mas muitas em momentos decisivos, com três pilotos disputando o titulo, as estratégias contariam muito.

QUALIFICAÇÃO:
Rodrigo Vicente (Team Pink Power) mostrou que os treinos o deixaram afiado para a grande final, em terceiro correndo por fora, o piloto cravou o tempo de 1:16,669, Alexandre Oliveira (CTE Racing HVM) com mais de 1 segundo de diferença foi o segundo com 1:17,806, Luciano Rocha (#268 Racing) foi o terceiro e fechando a segunda fila Ricardo Prediger (Team Schnell) passou com 1:18,634.
Ainda completaram o TOP 10, Wendel George (Herdez), Paulo Rodrigues (Time XtraBe), Gil Ribeiro (GDR Sport Race), Emerson Czerkawsky (HVM), Ernesto Brock (HVM) e Jesus Neto (BSP).




CORRIDA:
A largada em fila dupla ocorreu de forma relativamente tranquila, com Vicente disparando na ponta, seguido por Alexandre Oliveira, ainda tivemos um toque entre Wendel George que foi tocado por Gil Ribeiro e acabou rodando perdendo as posições.
Ricardo Prediger, pulou para o segundo lugar, mas Rodrigo Vicente já vinha com uma forte diferença que aproveitou nas primeiras voltas da corrida.
Com seis voltas a corrida vinha em boa sequencia sem maiores incidentes e sem amarelas até então.
Wendel George já vinha em forte corrida de recuperação e já aparecia em nono ultrapassando o líder do campeonato Diego Said.
Com 48 minutos para o final, Bruno Miranda (BMRS) tenta manobra encima de Wendel George, se perde no ar sujo e acaba rodando.
Na sequencia Wendel George acaba se tocando com Wendel George, na sequencia Wendel se tranforma no centro das atenções ao rodar no muro dos campeões.
Bruno Miranda então vice líder do campeonato, abandona a prova dando esperanças a Vicente de entrar na briga pelo titulo, o piloto acaba rodando sozinho, mas com a larga vantagem que tinha, ainda volta a 20 segundos a frente de Alexandre Oliveira.
Na volta 11 Vicente foi aos boxes, abrindo assim a janela de boxes ainda em verde na corrida.
Volta 14 com as paradas já feitas, Vicente já havia retomado a ponta, e tinha Diego Said vindo na segunda colocação, e Alexandre Oliveira em terceiro.
Said faz sua parada na volta 15, e volta na sétima posição.
Restando 38 minutos, a bandeira amarela enfim deu as caras, Ernesto Brock acabou tendo problemas e abandonou a prova, no mesmo instante Emerson Czerkawsky que vinha em terceiro bateu forte e acabou perdendo muitas posições e levando o carro muito danificado até os boxes.
Com os boxes abertos, os lideres foram aos boxes, com isso Matheus Hudson deu as caras na liderança da prova.
Restando 28 minutos pro final, a relargada, mas Matheus Hudson erra e perde a ponta para Diego Said, que vinha seguido por Nathan Marchon (Black Wings News).
Na sequencia Wendel George pula ao segundo lugar.
Rodrigo Vicente vinha em briga ferrenha com Martin Rossi (Rossi Competicione), os dois dividem a ultima curva onde o argentino leva a pior e acaba rodando, voltando em ultimo oitavo lugar.
Restando 22 minutos Said erra e acaba rodando, com isso Wendel George assume a liderança e o piloto da Black Wings volta em quarto, justamente atrás de Vicente, mas Said podendo chegar naquela posição para garantir o titulo.
Uma nova disputa causa um toque entre Vicente e Said, com Said rodando e caindo ao quinto lugar.
Wendel vai aos boxes, e Nathan Marchon assume a ponta da prova.
Restando 18 minutos Vicente retoma a ponta após parada de Marchon.
Com 14 pro fim, Vicente faz a sua parada, o piloto da Pink Power ainda voltou em terceiro, Prediger assumiu a ponta momentaneamente.
Restando 12 minutos, Prediger parou, com isso Vicente retorna a ponta da corrida, com Wendel George em segundo e Nathan Marchon em terceiro lugar.
Com 6 minutos pro final, Vicente seguia líder, em segundo e terceiro apareciam Wendel e Marchon ambos torcendo por uma amarela, já que vinham prolongando a sua parada por terem parado um pouco antes da janela de capacidade de combustível.
Diego Said mantendo uma posição que lhe daria o titulo, mas vindo para cima de Prediger na briga pelo terceiro lugar. Em uma bela disputa Said toma a posição.
Wendel George tentando economizar combustível perde o segundo lugar para Said.
Nathan Marchon vai aos boxes para repor combustível com menos de 1 minuto para o fim.
Depois de 42 voltas, Rodrigo Vicente vence o Grande Premio de Montreal, quebrando a estigma de não ter vencido ainda na temporada e de varias corridas estando perto da vitória, Diego Said garante o titulo com o segundo lugar na corrida, e Ricardo Prediger completa o pódio com a sua Team Schnell. Ainda completaram o TOP 10, Alexandre Oliveira, Jesus Neto, Emerson Czerkawsky, Nathan Marchon, Wendel George, Matheus Hudson e Tonga Guardia.




PROTESTOS E PUNIÇÕES:
Direção > B.Miranda – Abandono de corrida em pista sem notificar a direção de provas.
A punição para quem faz isso em última etapa é a suspensão da liga, mas tendo em vista que haverá uma nova temporada na T2, o piloto deverá largar dos boxes na primeira etapa.
(Em caso de não comparecimento será suspenso por 6 meses da liga)

Corte de saída de box:
Rafael Gonçalves, +30s +3 pts carteira, 3x, voltas 12, 19, 32
Alexandre Oliveira, +10s +1pt carteira, 1x, volta 19
Tonga Guardia, +10s +1pt carteira, 1x, volta 19
Fabio Marques, +10s +1pt carteira, 1x, volta 19
Martin Rossi, +10s +1 pt carteira, 1x, volta 41
Nathan Marchon, +10s +1 pt carteira, 1x, volta 42

FEEDBACKS
Matheus Hudson - Evitar mudar de linha mais de uma vez em disputas de posição.



CARTEIRA DE PONTOS PARA PUNIÇÃO:



CAMPEONATO DE PILOTOS:
Diego Said se sagra campeão da Champ Car, sendo o seu segundo titulo seguido, ao fazer 70 pontos, Rodrigo Vicente ainda conquistou o vice campeonato com 53 pontos, e Alexandre Oliveira ainda conquistou o terceiro lugar com 34 pontos.




CAMPEONATO DE EQUIPES:
A Black Wings RT conquistou o titulo com 70 pontos, A Team Pink Power fechou o campeonato com 53 pontos e a CTE Racing HVM foi a terceira colocada com 34 pontos.




NATIONS CUP:

O Brasil foi campeão com 75 pontos.



VT DA ETAPA:
Acompanhe aqui o Vt da etapa.




PRÓXIMA TEMPORADA:
A próxima temporada terá inicio em 21/03. contará com 6 etapas.