MENU

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

Surpresas de Green Hell



Sempre com expectativas de surpresas, 22 pilotos chegaram para a etapa alemã, com o grid lotado, a tendência era de uma corrida acidentada e que quem errasse menos se daria bem, dito e feito, mas as surpresas foram dolorosas a alguns pilotos.

CLASSIFICAÇÃO:
Fabricio Matheussi foi o melhor piloto do qualy, ao fazer 9:01,633, Lino Palladino apareceu como a grande surpresa ao cravar o segundo tempo com 8 segundos atrás de Matheussi, Lino fez 9:09,773. A segunda fila ficou com Diego Said e Thallisson Santos, ainda fecharam o TOP10, Bento Rosato, Luciano Rocha, Jonatan Brochier, Paulo Rodrigues, Renzo Sanchez e Ricardo Prediger, já o líder do campeonato Pedro de Oliveira não cravou tempo e teve de largar de 18º.


CORRIDA:
Com a largada sendo dada na entrada do Green Hell, a primeira volta foi relativamente complicada, alguns pilotos cometendo erros antes mesmo de fechar a primeira volta, já tínhamos abandonos de Tarso Marques, Cristiano Gomes, Pedro de Oliveira dando adeus a liderança do campeonato, Emerson Czerkawsky e Dani Gomes.
Matheussi abria na ponta da prova, com Lino Palladino e Diego Said disputando a segunda posição.
Logo na sequencia Diego Said perde o carro na freada da chicane após a Tiergarten e na tentativa de voltar, acabou perdendo a asa traseira, tendo de ir aos boxes, e perdendo o segundo lugar, e caindo bastante na classificação.
Os acidentes e abandonos iam acontecendo, Fernando Esquitino, Werner Marote e Samuel Pontes foram novas vitimas das voltas seguintes.
No meio da prova uma surpresa, Fabricio Matheussi que liderava a etapa com folga, acaba pegando a grama em um dos momentos, e acaba batendo forte e perdendo uma das rodas, o piloto da 4EverBr acabou se arrastando até os boxes mas não conseguiu repor a roda e ai teve de abandonar.
Com isso Lino Palladino vivia o sonho de vencer sua primeira corrida na VORC Series, mas ao melhor estilo Joseph Climber, a vida, foi uma caixinha de surpresas e após abrir a ultima volta da corrida, Lino tem uma desconexão caindo do servidor e dando adeus ao que seria seu primeiro pódio e vitória na liga, com isso Ricardo Prediger da Team Schnell assumiu a liderança da prova, ainda tendo tempo para dar uma rodada, mas voltar na ponta, e após 8 voltas e 1h e 16 minutos de corrida, Ricardo Prediger venceu a etapa alemã, seguido de Thallisson Santos, e Anderson Medeiros, este que por sua vez, acabou sendo desclassificado após a corrida, por não envio de LOG, com isso John Martins subiu para terceiro e com isso melhorou sua situação na briga pelo titulo.

PROTESTOS E PUNIÇÕES:
Não houve protestos pós corrida.

DQ – Anderson Medeiros – Não envio de LOG obrigatório aos 3 primeiros.

CLASSIFICAÇÃO DE PILOTOS:
Ricardo Prediger pula para a liderança do campeonato com 36 pontos, mas tem John Martins no seu encalço ainda mais depois que sua situação melhorou após o DQ de Medeiros, com isso John tem os mesmos 36 pontos, mas perde no desempate pelo fato de Prediger ter uma vitória, em terceiro vem Luciano Rocha da #268 Racing com 26 pontos no campeonato.


CAMPEONATO DE EQUIPES:
A Team Schnell é líder com 36 pontos, contra também 36 da HVM Racing Team sendo o desempate a vitória de Prediger, a CTE Racing HVM é a terceira colocada com 29 pontos.


NATIONS CUP’S
O Brasil domina a classificação com 50 pontos, com Portugal em segundo com 15, Peru aparece com 10 pontos e a Argentina com 1 ponto apenas.


VT DA ETAPA:
Confira aqui o vt na integra da etapa.


PRÓXIMA ETAPA:
A próxima etapa da competição e a grande final será no autódromo brasileiro de Interlagos, em uma corrida de 60 minutos onde a briga pelo titulo segue com Ricardo Prediger e John Martins de forma direta, a abaixo de Luciano Rocha disputando por fora, mas depois de ver as surpresas de Nordschleife, tudo pode acontecer nessa grande final.



Nenhum comentário:

Postar um comentário