MENU

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

Cadu Maciel sobrevive a Indy 500 acidentada e conquista vitória.



A Indy 500 na VORC Series é uma certeza que acontece a todo ano, mas a segunda corrida do evento especial teve uma corrida pra lá de atípica e mesmo com 3 carros nas ultimas 64 voltas o final foi digno de Indianapolis e suas surpresas.

GRID DE LARGADA:
O Grid de largada contava com Larcio Medina (Pro Drivers) na pole position, com Regis Brites largando em segundo com sua Black Wings, ainda completaram o TOP 10: Guido Seelig, Felipe Muniz, Fabio Marques, Paulo Tchachalowski, Diego Said, Luciano Rocha, Ronaldo Silva e Paulo Rodrigues.


CORRIDA:
A etapa começou com bons pegas e até que uma largada que aparentava que ia ser tudo tranquilo, mas na volta 4 a primeira bandeira amarela foi agitada com o acidente de Jesus Neto (BSP Racing).
A partir dai a corrida começou a ganhar novos ares, onde os carros acabaram começando andar em pack Racing, e se é sabido que ao andar assim, a tendência de acidentes vai ficando cada vez maior, e nisso começou a carnificina, onde acidentes e alguns pilotos com problemas foram dando adeus a prova. Quando a corrida chegou na volta 70, haviam apenas onze carros na pista.
Com a corrida chegando a 100 voltas, apenas quatro pilotos seguiam vivos na briga pela vitória, Guideo Seelig (Black Wings), Cadu Maciel (BSP Racing), Paulo Maeda (Black Wings) e Marco de Andrade (M Tech Sports) eram os sobreviventes da prova.
Na volta 136 nova amarela, desta vez Paulo Maeda estoura seu motor e com isso dá adeus a prova.
Os três guerreiros que sobraram para o final da prova, deram a nova verde, e a corrida foi seguindo, com Guido Seelig liderando a prova, seguido de Cadu Maciel, com o tempo a situação se inverteu onde Guido não passava por Cadu, para assim economizar mais combustível.
A volta 170 foi crucial para a corrida, pois Cadu Maciel foi aos pits, perdendo assim a liderança para Guido Seelig, que pararia na 173, porém no momento da entrada, Guido Seelig acaba rodando, e perdendo um tempo precioso e retorna em torno de 10 segundo atrás de Cadu Maciel. A partir dai, Guido começa a impor um ritmo forte, ainda mais tendo Cadu Maciel o carro com pequenas avarias, perdia tempo com relação a Guido, até que quando a diferença chegou a casa de 3.5s na volta 186, Guido Seelig começou a soltar fumaça de seus carros e a perder muito rendimento, tendo piloto da Black Wings que começar a levantar o pé para tentar levar o carro até o final.
Ao final das 200 voltas e 2 horas 54 minutos, 23 segundo e 756 centésimos, Cadu Maciel leva a sua BSP Racing a vencer a sua primeira Indy 500, Guido Seelig levando o carro heroicamente a cruzar a linha de chegada em segundo, Marco de Andrade não menos heroico, levou o seu carro ao final e fechou a etapa na terceira posição.


PROTESTOS E PUNIÇÕES:
P.Rodrigues > A.Borges - Indeferido, protesto fora de padrão.
J.Hebert > P.Tchachalowski - 
 Indeferido, protesto fora de padrão.

VT DA ETAPA: