MENU

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

Leonardo Lopes vence primeira edição da Rio 200.



A VORC Series trouxe uma grande novidade entre os seus eventos, foi a vez da Rio 200 com o mod da SCART, no lendário circuito de Jacarepagua em sua versão chamada de Emerson Fittipaldi Speedway, a corrida contou as 200 milhas tradicionais e um bom grid de 24 pilotos largaram para a etapa, que teve um final daquele dos bons.

QUALIFICAÇÃO:
Leonardo Lopes (Black Wings RT) fez a pole position com 40,094, enquanto João Hebert fez 40,258 com a sua M Tech Sports. Givaldo Spindola (Black Wings RT) e Danilo Sousa da Fitness Racing Snow Schatten fizeram a segunda fila da prova.
Ainda completaram o TOP 10: Diego Said, Nathan Marchon, Claudio Bandeira, Marco de Andrade, Cirênio Ramos e Regis Brites.


CORRIDA:
João Hebert deu um pulo do gato na largada e pulou para a ponta, na sequência Givaldo Spindola acabou rodando sozinho, batendo no lado interno da pista e voltando para o traçado, sendo acertado por Claudio Bandeira (J-MANBR Racing), Cirênio Ramos (Bravos Motorsports) também acertado por Thiago Luiz e outros carros que foram se enroscando no big one da largada, ao todo só ali já houve o abandono de Givaldo, Cirênio e Claudio Bandeira.

A corrida foi seguindo e com isso tendo ritmos e estratégias diferentes.
Na volta 36 uma nova amarela, Lino Palladino (Speed Racers Motorsport) é atingido por Cadu Maciel (BSP Racing) fazendo o carro do piloto ficar parado na pista com o motor desligado, e na sequencia sendo atingido por João Hebert, ambos abandonaram a etapa.
Outro piloto que vinha sofrendo muito com a etapa foi Paulo Tchachalowski (Team Tchacha) que rodou varias vezes durante a corrida.
Ao final da volta 71, mais uma amarela, Fabiano Tomaz (Team Tchacha) bateu forte na ultima curva, e no mesmo momento o português Paulo Rodrigues (Time XtraBe) também sofria um acidente.
Ao final de 108 voltas e pouco mais de 1 hora e 38 de corrida, Leonardo Lopes vence a primeira versão da Rio 200, em um duelo eletrizante com seu companheiro de equipe Diego Said que terminou lado a lado com Leo, em uma diferença de apenas 0,025s.
Danilo Sousa estreante em ovais no Automobilista conseguiu o terceiro lugar na prova.
Ainda completaram o Top 10, Rafael Gonçalves e Cristiano Vieira onde ambos saíram do final do grid e fizeram uma corrida de recuperação e se esquivando dos problemas, John Martins que finalmente estreou em ovais, Luciano Rocha, Andre de Carli, Emerson Czerkawsky e Thiago Luiz, ainda fechou Paulo Rodrigues que mesmo com os problemas levou o carro até o final
Ao todo dos 24 carros que largaram, 11 carros finalizaram a etapa carioca.



PROTESTOS E PUNIÇÕES:
J.Hebert > L.Palladino – Indeferido, O piloto do #29 não parou na pista porque quis, mas sim porque seu motor apagou ao receber o toque do #3.

Direção > J.Hebert – O piloto passa a estar sob observação dentro da liga, pela atitude de enviar uma reclamação no feedback do protestos não referente ao proposto do item, mesmo com a liga solicitando em briefing e via escrita no próprio formulário de protesto, outra atitude que abone algo do tipo, poderá acarretar em suspensão do mesmo da liga.

VT DA ETAPA: