MENU

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

Codornas que dormem o Diego Said leva!!!


A Indycar Series retorna a VORC Series com um grid forte e de bom número, o primeiro desafio foi o circuito de Indianapolis em sua versão road course, em corrida dotada de estratégias diferentes e ousadas entre os pilotos, tiveram de superar a diferença entre os pneus Duros e Macios. No final com as amarelas e a estratégias diferentes, o final de prova foi super concorrido com direito a briga interna e tudo.

QUALIFICAÇÃO:
Diego Said começou bem a temporada, com sua Black Wings RT, fez o tempo de 1:12,353, com a BSP Racing de Pedro de Oliveira cravando o segundo tempo, Jesus Neto da BSP Racing 2 e Anderson Medeiros da BSP Racing 3 formaram a segunda fila.
Ainda completaram o top 10: Alexandre Oliveira, Nathan Marchon, Luiz Gustavo, Samuel Pontes, Cristiano Gomes e o Português Paulo Rodrigues.




CORRIDA:
A corrida contou com um inicio até que bom, apesar de alguns acidentes, a amarela demorou a aparecer com alguns pilotos largando com pneus pretos, entre eles Diego Said, que acabou errando na primeira curva e perdendo muitas posições, com isso Nathan Marchon (Black Wings FSW) liderou boa parte da prova. Quando Cristiano Gomes aproveitou a parada dele para assumir a liderança, mas durando pouco após um toque de Cristiano Gomes em Emerson Czerkawsky (HVM Racing) o fazer perder a asa dianteira, com isso o novo líder era Pedro de Oliveira.
A primeira amarela veio com o acidente de Cristiano Gomes na volta 19. Pedro não parou e continuou na ponta da prova.
Com a parada de Pedro na volta 33, Said assumiu a ponta da prova, mas com a amarela no final causada por Jesus Neto quem assumiu a ponta foi Luciano Rocha da #268 Racing que apareceu do nada, depois de uma corrida vindo de 16
º e subindo posições no grid.
Foi ai que começou a caça as codornas, como é conhecida atualmente o time da BSP Racing, Pedro de Oliveira tentava atacar Luciano Rocha que se defendia como podia, mas Anderson Medeiros e Pedro acabaram se tocando em uma dividida de curva e Pedro com o carro danificado, sofria para atacar Luciano, e era atacado por Medeiros, enquanto isso Diego Said vinha ultrapassando todo mundo.
A indecisão de Pedro e Anderson custaram caro e Said os passou, parafraseando com “camarão que dorme a onda leva”, Codorna que dorme o Said Leva, no finalzinho Said se aproveitou os pneus em melhores estado e passou por Luciano Rocha e ao final de 43 voltas venceu o GP de Indianapolis abertura da T3 2019 da Indycar Series,





 Pedro de Oliveira ainda conquistou um segundo lugar, e Luciano Rocha se defendeu dos ataques de Samuel Pontes e fechou no pódio. Ainda fecharam o top 10: Nathan Marchon, Cadu Maciel, que também saiu do fundo do grid e teve uma corrida de recuperação, Luiz Gustavo, Emerson Czerkawsky, Paulo Maeda e Paulo Rodrigues.




PROTESTOS E PUNIÇÕES
NAP > Marco de Andrade – Auto Drive Thru em virtude do toque em Cadu Maciel na primeira volta.
Direção > Anderson Medeiros - ESC sem permissão do diretor de provas. o piloto largará dos boxes na proxima etapa e em casa de reincidência no ato, estará automaticamente desclassificado do campeonato.


CARTEIRA DE PONTOS PUNITIVOS:



PONTUAÇÃO PILOTOS:



PONTUAÇÃO EQUIPES:



PRÓXIMA ETAPA:




VT DA ETAPA: