MENU

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

Cadu Maciel vence GP Carlinhos de Andrade


E a TC Classics Endurance Series, campeonato anual da VORC Series com os TC Classics, chegou a sua quarta etapa, com a pista de Tarumã no Rio Grande do Sul recebendo o nome de GP Carlinhos de Andrade em homenagem ao patriarca da MC Tubarão falecido no começo do ano, e foi onde a TC Classics alcançou o seu melhor grid com 22 carros participando da etapa e os pilotos dando um show à parte em uma corrida que começou no fim de tarde, e com a noite chegando fortemente, o desafio natural de Tarumã ficou ainda mais intenso.

Qualificação:
Cadu Maciel (BSP Racing 2) foi o mais rápido no qualy, com o tempo de 1:21.615, ficando a apenas 0,054 de Bruno Fernandes da Fitness Racing Snow Schatten, o piloto inclusive usava uma pintura preta em alusão a MC Tubarão!
Raphael Camelo de Passat com a equipe 2 da Fitness Racing Snow Schattem foi o terceiro na classificação, tendo o gaúcho Luciano Rocha da #268 Racing em quarto.
A quinta fila seguiu no Rio Grande do Sul, com Ricky Esteves (Knights Motors Team) em quinto e Ricardo Prediger da Team Schnell fechando a terceira fila.
Anderson Medeiros (BSP Racing) e mais um do RS Michel Oliveira da Tornado, Marcos Silveira, piloto da Knights e do Marcas no RS, e Alexandre Oliveira da CTE Racing HVM fechando o top 10 do grid.?
Ainda completaram o grid: Ernesto Brock, o argentino Martin Rossi, o português Paulo Rodrigues, Marco Parma, Emerson Barina, Marcelo Nunes, Rodrigo Yoshihara, Andre Sutti, Wagner Antonelo, Emerson Czerkawsky e Marco de Andrade.

Dos 10 primeiros, 7 pilotos eram do Rio Grande do Sul, mostrando a força do estado no AV nacional, e pelo gosto do traçado de Tarumã.




Corrida:
A largada parada, ajudou as coisas serem calmas no primeiro momento, com Cadu Maciel segurando a ponta, seguido de Bruno Fernandes, onde os dois se distanciavam dos demais, com Raphael Camelo e Luciano Rocha se revezando na terceira posição.
A primeira amarela chegou no incidente de Andre Sutti (Parma Motorsports) e até foi em boa hora e um pouco mais demorada onde a direção de provas aproveitou para solucionar um problema de áudio com o contato direto com os pilotos.
A corrida foi seguindo, e Bruno Fernandes aproveitou a 23ª volta e assumiu a ponta, na mesma hora em que Cadu Maciel foi aos boxes para fazer sua primeira parada.
A sequência de amarelas foram acontecendo, em uma temporada que até então não havia acontecido nenhuma bandeira amarela, Tarumã vinha trazendo uma leva delas.
Anderson Medeiros chegou a liderar duas voltas, enquanto Bruno Fernandes recuperou a ponta até a volta 41, onde Raphael Camelo retomou a ponta da prova.
Na volta 52, Cadu Maciel reapareceu na liderança da corrida, já que vinha desde o início da prova em luta com Bruno Fernandes por causa da disputa pelo título.
No meio do grid se via de tudo um pouco, bons pegas, e começava o sofrimento da parte noturna onde a escuridão ia chegando e nem todos os pilotos estavam acostumados com corrida noturnas.
Na volta 69 Bruno Fernandes que havia acabado de reassumir a liderança da prova acaba por quebrar o motor de seu Fiat Uno dando adeus a prova.
A sequência da prova teve mais uma drama na carreira de Luciano Rocha dentro da liga, ao melhor estilo Felipe Granado, a sua única vitória na liga não foi vista por ninguém, já que foi pós prova na Indycar, e o piloto vinha tentando de tudo para conquista-la em pista, foi quando partiu para o ataque encima de Cadu Maciel, com os dois chegando a se tocar na curva 1, seguindo adiante Cadu abre para tentar por fora em Luciano, e Raphael Camelo vem na interna, Camelo espalha um pouco e Cadu fecha para fazer a curva, com os dois se tocando, e Luciano que poderia respirar aliviado ao ver tal cena do retrovisor, vê sua internet o deixar na mão com sua conexão caindo, com isso Cadu voltou a frente de Camelo que perdeu um pouco de tempo com o arrasto entre os dois no Laço.
Ao final de 80 voltas de corrida, Cadu Maciel segue implacável nesta T3, com dois títulos de pilotos, um da US 500 e agora o GP Carlinhos de Andrade, Raphael Camelo em boa estreia foi o segundo colocado, com Ricky Esteves fechando em terceiro em seu retorno a VORC Series.
Michel Oliveira foi o quarto colocado, com Anderson Medeiros, Ricardo Prediger, Martin Rossi, Emerson Czerkawsky, Marcos Silveira, Marco Parma, Fernando Esquitino e Emerson Barina, sendo os 12 pilotos que completaram a prova.

Ao final da prova, Cadu Maciel cedeu o brinde que seria dado pela equipe MC Tubarão por já ter uma amizade com a família Andrade e com isso foi sorteado para dois pilotos do grid: com Marcelo Nunes ganhando o boné e Ricardo Prediger levou a camisa da equipe.

Resultado Final:





Protestos e Punições:
R.Camelo > C.Maciel – (Volta 76) – Indeferido : Protestos não enviado pelo chefe de equipe ou representante oficial da equipe na liga (no caso Bruno Fernandes)

Pontuação Pilotos:




Pontuação Equipes:




Próxima Etapa:
Agora o campeonato já vira a chavinha e parte para a etapa de Cascavel, onde será realizada a segunda edição da Cascavel de Ouro. A corrida será no dia 04/10.





VT da Etapa: