MENU

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

IMSA Series começa a T4 com corrida em full green e vencedores esmagando concorrentes.



A T4 da VORC Series trouxe de volta a IMSA Series, contanto com a novidade de ter 5 Prototipos DPI em pista, com o retorno do Oreca 07, Nissan Onroak e a chegada do Acura ARX-05, além da continuidade do Cadillac e Mazda, ficando apenas o Ligier JSP217 de fora.
A corrida se esperava uma etapa bem tranquila, em virtude de ser um traçado bem amplo e com boas áreas de escape, circuito esse o de Texas World Speedway, hoje abandonado e transformado em estacionamento, mas com o traçado ainda existente.
Já a corrida contou com vencedores que simplesmente destroçaram os concorrentes.

QUALIFICAÇÃO:
DPI:
Na DPI Felipe Lima (Black Wings RT) atual vice campeão, não deu chance para a concorrência e colocou um temporal encima de Cyro Santana da 4EverBr, Lima cravou 1:22.563, contra 1:23,912 de Cyro, Ernesto Brock (HVM Racing Team) fez o terceiro tempo com 1.5 segundos atrás de Lima.
Dani Gomes, Ricardo Prediger, Carlos Eduardo Maciel e Emerson Czerkawsky, completaram os 7 DPi da etapa.


GTLM:
Bruno Fernandes começou a temporada muito bem, com sua Fitness Racing Snow Schatten e vindo agora com a BMW M8, fez o tempo de 1:30,068, enquanto Cristiano Gomes (Calango Racing) que migrou da GTD para a GTLM, foi o segundo colocado com 1:30,468.
João Hebert (M Tech Sports) e Werner Marote da Team Schnell formaram a segunda fila.
Com todos os carros da classe na pista, do quinto em diante ficou: Luciano Rocha, Thallisson Santos, Vinicius Gonçalves, Cadu Maciel, Pedro de Oliveira e Jonatan Brochier.


GTD:
Se Jesus Neto (BSP Racing) achou que teria vida fácil na GTD, não foi como o planejado, o português Paulo Tempera que correu pela sua equipe própria nesta etapa, mas já é da Herdez Competition para a segunda em diante, colocou o tempo de 1:35.023, enquanto Alisson Bullet que voltou a GTD com sua Simel Racing foi o segundo colocado virando 1:35.638.
A segunda fila foi formada por Vinicius Loyola (BMRS E-Sports) vindo da DPi, e Antonio Vieira que colocou o Acura da Tonyspeed em boa posição.
Completaram os 11 inscritos da classe: Caio Possati, Jesus Neto, Marcelo Nunes, Michel Oliveira, Samuel Pontes, Raphael Arqueti e Francisco Junior.


CORRIDA:
Com a novidade da fila dupla em suas largada, a corrida começou em bom ritmo, com algumas trocas de posições logo no começo da etapa, devido à falta de costume com o novo sistema de largada.
Sem maiores incidentes a corrida não teve nenhuma bandeira amarela e com isso as estratégias e o ritimo de cada piloto faria a diferença, apenas na hora das ultrapassagens em certos momentos houve pequenas confusões entre os piloto.

DPI:
Com Felipe Lima esmagando a concorrência, o piloto da Black Wings RT, acabou levando a prova com 84 voltas, tendo colocado uma volta no segundo colocado, Ernesto Brock que já colocou o Acura em seu primeiro podium, enquanto Dani Gomes completou o pódio da classe, e o também primeiro pódio da Nissan Onroak na liga igual a Acura. Prediger foi o quarto colocado, com Cyro Santana em quinto dos que terminaram a etapa texana.


GTLM:
Pedro de Oliveira (BSP Racing 2) saiu lá do fim do grid para brigar pela vitória e ainda colocar uma volta no segundo colocado, Cristiano Gomes, este que foi um herói na corrida, já que foi envolvido em um acidente com Cyro Santana e ainda sim conseguiu dar a volta por cima e chegar em segundo lugar, mostrando um bom início após a troca de classe e Luciano Rocha (#268 Racing) começou bem o campeonato com o terceiro lugar na categoria. Ainda completaram a prova na classe: Cadu Maciel, Bruno Fernandes, Thallisson Santos, Werner Marote e Vinicius Gonçalves.


GTD:
Como sempre a GTD foi a mais movimentada, com bastante trocas de posições e troca de lideres, após o mal inicio de Paulo Tempera, Jesus Neto assumiu a liderança mas problemas o fizeram perder a liderança, o que acabou colocando Caio Possati (M Tech Academy) chegou a liderar duas voltas o seu Acura, mas quem vinha com a bola toda era Samuel Pontes, que substituindo Gilson Rodrigues na BSP Racing, começou a liderar a prova, até quando parou, onde Possati voltou a liderança e depois Vinicius Loyola assumiu a ponta temporariamente, até quando Samuel Pontes retornou a liderança de onde não saiu mais e venceu a corrida do Texas, com 72 voltas completadas, Jesus Neto cruzou a linha de chegada em segundo após corrida de recuperação, e Caio Possati conquistou o seu primeiro pódio na liga, após uma T3 conturbada, começa a lograr bons resultados.


LOGS ETAPA

 PROTESTOS E PUNIÇÕES:
Direção > A.Bullet [DQ, +N3] Dar ESC sem permissão do diretor de provas. (LARGA DOS BOXES PROXIMA ETAPA) e em caso de reincidência em não cumprir o procedimento, será excluído do campeonato.
Direção > F.Lima [+20s, +N2] Se colocar em situação de risco ao disputar espaço com carros de classe menor de forma desnecessária, devido a reincidência da notificação que vem desde a T3, foi aplicada a punição em tempo e pontos na carteira.

Advertências:
Direção > V.Gonçalves – Se atentar a escapadas ao se atrapalhar com outros carros, em virtude do lance com Bruno Fernandes.

CARTEIRA DE PONTOS PUNITIVOS:


PONTUAÇÃO DE PILOTOS:
DPI:


GTLM:


GTD:


PONTUAÇÃO DE EQUIPES:
DPI:


GTLM:


GTD:


PRÓXIMA ETAPA
:
Agora a categoria volta as suas atenções para o traçado de Indianapolis Road Course, onde a pista com seu roval, contendo mais trechos rapidos, mas com duas chicanes lentas, deverá fazer os pilotos terem bastante trabalho.



VT DA ETAPA: