MENU

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

Luciano Rocha sobrevive a Bathurst e vence primeira na VORC Series


A segunda etapa da MAN Creative Supercars Series teve como palco o traçado de Bathurst, onde a corrida com duração de 1 hora e 45 minutos, foi de pura sobrevivência para os pilotos, com um grid de 17 carros, a etapa foi traumática para alguns e de rendenção para outros, mas mesmo com apenas 3 carros ficando até o final, a corrida contou com emoção do início ao fim.

QUALIFICAÇÃO:
Vinicius Loyola (BMRS E-Sports) que veio apenas para duas corridas na temporada, sendo uma delas Bathurst, se colocou bem em conquistar sua primeira pole na liga, ao fazer o tempo de 2:08.182, quase um segundo encima de Samuel Pontes da BSP Racing que saiu com 2:09.159.
Cadu Maciel foi o terceiro colocado, estreando na Supercars com a BSP Racing 3, e o argentino Martin Rossi (Scuderia Rossi) fechando a segunda fila.
Ainda completaram o top 10: Jorge Dillerva, Anderson Medeiros, Emerson Czerkawsky, Tarso Marques, Fernando Esquitino e Renzo Melzi.




CORRIDA:
Sabendo-se de toda a dificuldade do traçado australiano, a corrida já começou com uma amarela logo cedo, com Jorge Dillerva (Peru Motor Sport) se acidentando e causando a amarela.
Na sequência foi a vez do abandono de Anderson Medeiros da BSP Racing 2.
O início da prova era de difícil situação com os abandonos de Fernando Paredes (Simuladores Paraguay) e Raphael Arqueti com problemas no volante deixou sua CTE Racing HVM nos boxes.
Enquanto isso na ponta da prova, Samuel Pontes que assumiu a liderança depois da má largada de Vinicius Loyola, segurou a ponta até a volta 3, quando Martin Rossi conseguiu ir a liderança da corrida, com uma nova amarela, as estratégias de pits começaram a acontecer, e mesmo depois de uma rodada de Martin Rossi e ele ter caído ao 9º lugar, com os pits ele conseguiu voltar a liderança.
Com mais gente indo aos boxes, para abandonos ou mesmo acidentes e amarelas, a corrida foi ficando com um ar de drama, até mesmo se perguntando quantos carros terminariam no final.
Após a volta 34, haviam apenas 3 carros em pista, com Luciano Rocha (#268 Racing), segurando a pressão de Samuel Pontes e Jesus Neto (BSP Racing 2).
O duelo entre os 3, vinha sendo muito intenso com Jesus Neto tendo vantagem por ter pneus mais novos, mas os erros de Samuel Pontes e o de Jesus Neto no final da corrida.
Deu a Luciano Rocha após uma corrida impecável conquista sua segunda vitória na liga, mas a primeira vez em pista, com 45 voltas completadas. Samuel Pontes foi o segundo a 15 segundos e Jesus Neto bateu na ultima volta, ainda tentou levar o carro no embalo, mas ficou pelo caminho.




PROTESTOS E PUNIÇÕES:
T.Marques > C.Maciel [Indeferido] o piloto sinalizado pelo farol foi outro (Emerson Czerkawksy) e foi considerada situação de aviso e não reclamação explicita (uma penca de piscadas desenfreadas)

Direção > F.Paredes [+N1] Abandono em local seguro, mas sem aguardar o aviso do diretor. [ Larga dos boxes na próxima etapa:

CARTEIRA DE PONTOS PUNITIVOS:





PONTUAÇÃO PILOTOS:




PONTUAÇÃO EQUIPES:




PRÓXIMO EVENTO:

Agora a categoria parte para a Nova Zelândia onde realizará uma etapa de bateria dupla de 30 minutos, realizadas no circuito de Pukekohe em Auckland.




VT DA ETAPA: